Terça-feira, 10 de Dezembro de 2019

Porto Alegre
Porto Alegre
32°
Fair

Brasil Raquel Dodge pode suspender decisão de Toffoli que beneficiaria Flavio Bolsonaro

Procuradora-Geral da República, Raquel Dodge, pode recorrer a decisão de Toffoli. (Foto: Divulgação/Agência Brasil)

A procuradora-Geral da República, Raquel Dodge, se manifestou sobre decisão recente do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli. Ele havia determinado a suspensão do compartilhamento de informações detalhadas do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) com o Ministério Público e a Polícia Federal, a pedido do senador Flavio Bolsonaro. Porém, nesta quarta-feira (17), Dodge disse estar preocupada com o caso.

A Procuradoria avalia recorrer da decisão de Toffoli e tem discutido estratégias para um possível recurso em grupos de trabalho de procuradores, além de um levantamento de casos potencialmente afetados.

A decisão do presidente do Supremo foi assinada nesta segunda-feira (15), por solicitação de Flávio Bolsonaro, que está sendo investigado pelo Ministério Público do Rio de Janeiro por desvio de verbas. Com a decisão, as investigações que estão em andamento só poderão ser retomadas após o plenário da Corte decidir, em novembro, sobre a constitucionalidade do compartilhamento, com o Ministério Público.

Voltar Todas de Brasil

Compartilhe esta notícia:

Justiça decreta prisão de militar que matou colega em Sapucaia do Sul
BNDES apoia projeto-piloto de Internet das Coisas
Deixe seu comentário
Pode te interessar