Quinta-feira, 21 de Novembro de 2019

Porto Alegre
Porto Alegre
33°
Fair

Brasil Romário se pronunciou depois da polêmica envolvendo a ocultação de uma parcela milionária de seu patrimônio

Romário disse que as dívidas existem e que não devem ser relacionadas com sua atividade política. (Foto: Reprodução)

Uma reportagem do Jornal O Globo denunciou que o senador Romário (Podemos-RJ) ocultou uma parcela milionária do seu patrimônio para fugir de dívidas reconhecidas pela justiça. O ex-jogador teria escondido dois apartamentos localizados na Zona Oeste do Rio de Janeiro, que foram descobertos e serão usados para quitar parte da dívida. Uma casa, localizada na mesma região e um carro, também devem ser usados para o pagamento da dívida.

O advogado do senador teria retirado documentos do cartório por mais de um ano e a casa, que estava no nome da ex-esposa do ex-jogador Edmundo, que foi comprada por Romário, ainda não teria sido passada para o nome dele. Os bens de Romário que estão (ou estavam) em nome de parceiros totalizam cerca de 9,6 milhões de reais. As empresas do ex-jogador estão sendo cobradas de 36 milhões de reais em dívidas com a união, pessoas físicas e outras empresas.

Segundo a reportagem, Romário deve cerca de 24 milhões de reais à Koncretize, por serviços prestados à Café do Gol, no fim dos anos 1990. O senador conseguiu arrastar a ação e o pagamento da dívida por dificuldades do judiciário em encontrar bens em seu nome.

“O expediente é tal flagrante que não pode ser ignorado. Não é preciso maior dilação para se concluir pela ocultação de patrimônio para fraudar credores”, disse Érica de Paula Rodrigues da Cunha, juíza da 4ª Vara Cível da Barra.

Ao ‘Gazeta Online’ o advogado do senador, Luiz Sérgio de Vasconcelos falou sobre o caso.

“Estava estudando o processo e medidas para tentar revertê-lo. Você que está dizendo isso (quando questionado se o tempo de mais de uma ano não era excessivo) Eles (autores da ação) tem uma penhora sobre um valor. O senhor não acha que o fato de ficar mais de um ano com o processo na mão estaria trazendo mais prejízo para eles ou para o meu cliente?”, declarou ao Gazeta Online.

Romário usou as redes sociais para se manifestar sobre a reportagem. O senador explana que as dívidas existem e que não devem ser relacionadas com sua atividade política

“Sobre a matéria publicada hoje no jornal O Globo, é importante esclarecer os seguintes pontos:

 Sim, tenho dívidas, como qualquer outro cidadão, e essas vêm sendo quitadas ao longo dos anos. Essas disputas judiciais nada têm a ver com a atividade política. Todo o meu patrimônio vem sendo declarado à Receita Federal, totalmente dentro da legalidade.

Tenho uma empresa de marketing que gere minha carreira esportiva, a Romário Sports e essa empresa tem como sócia minha irmã Zoraidi. Portanto, todo patrimônio declarado em seu nome é compatível com a sua renda.

A matéria está sendo utilizada politicamente. Isso porque eles tentam, mas não conseguem, associar meu nome a qualquer caso de corrupção, então eles atacam minha vida privada.

Vale lembrar que em ano eleitoral, ataques como esses são comuns. Especialmente quando se é pré-candidato a governador.”

Compartilhe esta notícia:

Deixe seu comentário
Pode te interessar