Sábado, 18 de Janeiro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
29°
Fair

Mundo Rússia afirma que bomba derrubou avião no Egito com 224 pessoas a bordo

Destroços da aeronave russa no Egito (Foto: Reuters)

O FSB (Serviço de Segurança Federal da Rússia) afirmou nesta terça-feira (16) que a queda do avião russo no Sinai, no Egito, no dia 31 de outubro, foi resultado de um ato terrorista causado por uma bomba que explodiu a bordo. Segundo o FSB, traços de explosivos foram encontrados nos destroços da aeronave.

O avião da companhia aérea russa KogalimAvia, mais conhecida como Metrojet, caiu pouco após decolar do litoral do Egito com destino a São Petersburgo, na Rússia. As 224 pessoas a bordo morreram. O Estado Islâmico reivindicou a queda, mas sem explicar como teria executado o ataque.

O presidente russo Vladimir Putin disse que vai encontrar os responsáveis pela queda do avião e ordenou que os serviços especiais russos foquem nessa missão. “Durante o voo, foi ativado um artefato explosivo de fabricação caseira com potência equivalente a um quilo de TNT”, indicou Putin. Alguns minutos antes, o diretor do Serviço Secreto Russo, Alexander Bortnikov, também afirmou que a catástrofe foi um atentado. Como resultado das investigações, Putin ordenou uma intensificação dos bombardeios russos na Síria.  (AG) 

Voltar Todas de Mundo

Compartilhe esta notícia:

Polícia Federal investiga obras em sítio frequentado por Lula e familiares
Pais realizam sonho e adaptam skate para a filha que tem atrofia muscular poder andar
Deixe seu comentário
Pode te interessar