Sexta-feira, 13 de Dezembro de 2019

Porto Alegre
Porto Alegre
18°
Fair

Notícias Saiba como ler mensagens apagadas no WhatsApp

Uma extensão do Google Chrome, chamada WA Web Plus, mostra automaticamente o que estava escrito na mensagem que o remetente escolheu deletar. (Foto: Reprodução de internet)

Você já correu para apagar alguma mensagem que enviou no WhatsApp? Pois saiba que a paz dos arrependidos está com os dias contados. Isso porque agora, além de enviar figurinhas que ironizam a exclusão das mensagens, o destinatário pode até ler normalmente o conteúdo que foi censurado.

Uma extensão do Google Chrome, chamada WA Web Plus, mostra automaticamente o que estava escrito na mensagem que o remetente escolheu deletar. A ferramenta é muito simples de usar: basta adicioná-la ao navegador que ela cuida do resto. E, por enquanto, funciona mesmo.

O recurso não se aplica aos smartphones e é totalmente voltado ao modo WhatsApp Web, acessado por um computador. A extensão também oferece funções de privacidade para este tipo de usuário: é possível borrar fotos e nomes de contatos, mensagens recentes e mensagens de uma conversa. Ou seja: aquele receio de ser surpreendido por alguém atrás de você no monitor também pode ter chegado ao fim.

Outras funcionalidades gratuitas são o modo noturno, que escurece a tela para uso durante a noite, a inclusão do botão de “like” do Facebook Messenger e a possibilidade de personalizar o plano de fundo. A versão premium, que custa 10 dólares mensais, permite também a automação de mensagens e a exportação de contatos via tabelas de Excel.

“Mudança”

Uma atualização do WhatsApp Beta para Android indicou que o mensageiro vai incluir a marca do Facebook em seu nome. A mudança já havia sido confirmada pela empresa nas últimas semanas, mas a versão 2.19.222 do programa beta, lançada nesta terça-feira (13), passou a exibir “WhatsApp do Facebook” no menu de configurações.

Além disso, de acordo com o site especializado WABeta Info, o update pode começar a permitir o banimento de contas que não cumpram a idade mínima de cada país – 13 anos, no caso do Brasil –, como descrito nos termos de serviço do app. As mudanças não têm previsão para chegar ao aplicativo principal.

Outra versão do WhatsApp Beta para Android também lançada nesta terça passou a permitir o desbloqueio do aplicativo por meio da impressão digital, em celulares compatíveis. Disponível no iPhone (iOS) desde o início do ano, a novidade apareceu no update 2.19.221, e pode chegar em breve à versão final do app. Para usá-la imediatamente, é necessário aderir ao programa de testes do WhatsApp.

Voltar Todas de Notícias

Compartilhe esta notícia:

Conheça os perigos do colesterol alto em crianças
Terceirizados do Facebook escutavam áudios no Messenger violando privacidade dos usuários
Deixe seu comentário
Pode te interessar