Últimas Notícias > Capa – Caderno 1 > A Argentina investiga se houve uma explosão no local onde o submarino desapareceu

Sandra Bullock interpretará a senadora que discursou 11 horas ininterruptas em defesa do aborto

Além de assumir o papel principal, Bullock será produtora do longa Let Her Speak. (Foto: Reprodução)

Sandra Bullock levou um Oscar para a casa ao contar a história real de Leigh Anne Touhy em Um Sonho Possível. Será que ela consegue repetir tal façanha em Let Her Speak?

O longa vai retratar como a senadora democrata Wendy Davis fez uma surpreendente intervenção para impedir a votação de uma lei com rígidas medidas sobre aborto no Texas (como a proibição da interrupção de qualquer gravidez após 20 semanas e exigir que as clínicas especializadas tenham os mesmos padrões que centros cirúrgicos). Para isso, ela fez um filibuster – algo conhecido no sistema político dos Estados Unidos – que significa protestar até um horário em que o determinado projeto não possa mais ser votado.

Em 23 de junho de 2013, ela fez um discurso em defesa do aborto durante 11 horas, sem parar para beber água, descansar ou sentar. Davis conseguiu impedir a votação naquele dia, mas o projeto acabou sendo aprovado pelo governador do estado, no mês seguinte. Mesmo assim, ela ganhou atenção da mídia e ativistas consideram que o ato da senadora foi essencial para a defesa dos direitos das mulheres.

Além de assumir o papel principal, Bullock será produtora do longa, ao lado de Todd Black, Jason Blumenthal (ambos de À Procura da Felicidade), Steve Tisch (vencedor do Oscar por Forrest Gump) e Jonathan Shukat (Awake – A Vida por um Fio). Por enquanto, não há nenhum nome confirmado na cadeira de direção. Já o roteiro é assinado por Mario Correa.

Dentre outros projetos futuros de Sandra Bullock estão a adaptação Caixa de Pássaros, o thriller Cash Truck e Ocean’s Eight, spin-off feminino de Onze Homens e um Segredo.

Deixe seu comentário: