Home > Notícias > Brasil > Lula é citado 68 vezes na sentença que condenou Antonio Palocci

A Secretaria da Saúde do RS proibiu a venda do contraceptivo Demedrox

Decisão foi anunciada após notificação de dois casos confirmados de gravidez durante o uso do medicamento. (Foto: Reprodução)

A Secretaria da Saúde do Rio Grande do Sul determinou a suspensão do uso e a proibição da venda do contraceptivo injetável Demedrox (acetato de medrox progesterona) em todo o Estado. A decisão foi anunciada nessa quinta-feira pelo titular da pasta, João Gabbardo dos Reis, após receber a notificação de dois casos confirmados de gravidez durante o uso dessa medicação.

O medicamento é fornecido pelo Ministério da Saúde e distribuído aos municípios gaúchos pelas Coordenadorias Regionais de Saúde.

“Neste momento, as autoridades reforçam a importância do uso de métodos de barreira como camisinha masculina e feminina”, ressaltou em nota o site oficial do governo do Estado. “Também reitera que as usuárias do medicamento procurem os serviços de Saúde aos quais estão vinculadas, para mais orientações.”

Comentários