Últimas Notícias > Capa – Você viu > Astronautas fazem primeira caminhada 100% feminina no espaço

SERGS debate cenários e perspectivas para o carvão mineral no RS

O presidente Luis Roberto Ponte abriu o evento. (Crédito: Cirineu)

A SERGS (Sociedade de Engenharia do Rio Grande do Sul), presidida por Luis Roberto Ponte, promoveu nesta quarta-feira (14) o Seminário Novos Aproveitamentos para o Carvão Mineral – Tecnologias Inovadoras.

O evento aconteceu no Salão Nobre do Hotel Plaza São Rafael, com a participação de especialistas brasileiros e do exterior além de autoridades e empresários ligados ao setor. Numa análise do cenário mundial do uso do carvão, o primeiro painel abordou o tema “A importância do carvão mineral energético e como matéria prima para a indústria química e a Política Estadual para seu uso sustentável”. Participaram:
Manuel Quintela de Maia Loureiro, da Chemvision Consultoria, que detalhou o potencial Carboquímico;
Paulo Roberto Dias Pereira – Secretário-Adjunto do Meio Ambiente e Infraestrutura do RS, falando sobre Política Pública Estadual e a criação da Lei Estadual 15.047/2017;
Jorge Gavronski – Especialista no tema e ex-presidente da CRM.

Experiência Mundial
O segundo painel foi sobre a experiência mundial em gaseificação do carvão, ancorado no tema “A experiência mundial em gasei#cação de carvão/ O uso do carvão mineral na Alemanha – mineração e transformação. Participaram:
Marcus Silva – Air Products: O Processo de gasei#cação do carvão no mundo e as suas perspectivas; Arie-Johann Heiertz – Especialista em engenharia de minas para projetos de mineração em grande escala em minas a céu aberto: Experiências na mineração e uso do carvão na Alemanha – Case apresentado pela RWE;
Professor Roberto Heemann: Geólogo com Doutorado em Engenharia pela Universidade Federal do RS;

Polo Carboquímico

Na sequência, com foco em debates e esclarecimento com a sociedade, sob a mediação do vice-presidente da Rede Pampa, Paulo Sérgio Pinto, ganhou pauta o “ Polo Carboquímico do Rio Grande do Sul: Desa#os e Oportunidades para o RS”. Participaram:
Jornalistas: Je#erson Klein (Jornal do Comércio), Marcelo Gonzatto (Zero Hora) e Simone Schmidt (Correio do Povo);
Daniel Martini – Promotor e Coordenador do Centro de Apoio Operacional de Defesa do Meio Ambiente do Ministério Público do RS: As Políticas estaduais para o uso sustentável do carvão do RS;
Manuel Quintela Maia de Loureiro – Chemvision: As potencialidades de um Polo Carboquímico;
Roberto Faria – Copelmi: Projeto de Produção de Gás Natural Sintético (SNG);
Professor João Felipe Costa – UFRGS: Perspectivas da mineração do carvão no RS;

Diretrizes

Um terceiro painel sobre diretrizes para implantação do polo carboquímico do Rio Grande do Sul teve a participação de:
Paulo Roberto Dias Pereira – Secretário-Adjunto do Meio Ambiente e Infraestrutura do RS: Implantação do Comitê Gestor, visando a viabilidade para implantação do Polo Carboquímico, como política de Estado;
Cesar Faria – Presidente do Sindicato Nacional da Indústria da Extração do Carvão;
Walter Lídio Nunes – SERGS;
Fábio Leal – Secretário de Planejamento, Governança e Gestão;
Edilon Lopes – Vice-Prefeito de Charqueadas/RS;
Fábio Branco – Deputado Estadual.