Últimas Notícias > Notícias > Brasil > Saúde > Dormir mal, comer errado, estresse e exercícios físicos podem prejudicar a cicatrização após a cirurgia plástica

Sinal amarelo: cobrança extra deixa contas de luz mais caras em julho

(Foto: Divulgação/CEEE)

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou, nesta sexta-feira (28), que a bandeira tarifária de julho será amarela, o que significa uma cobrança extra de R$ 1,50 a cada 100 quilowatts-hora consumidos.

No mês de junho, vigorou a bandeira verde. Nesta cor, não há cobrança extra nas contas de luz. A justificativa da Aneel para a mudança na cor da bandeira e retomada da taxa, é que as previsões são de chuvas abaixo da média na região onde estão as principais hidrelétricas do país, em julho, mês que já é tipicamente mais seco.

No sistema de bandeiras tarifárias, a verde não tem cobrança extra e a amarela tem taxa de R$ 1,50 a cada 100 kWh consumidos. O outro nível sa metodologia é a bandeira vermelha, dividida em dois níveis: no primeiro o adicional é de R$ 4,00 a cada 100 kWh e, no segundon a cobrança é de R$ 6,00 a cada 100 kWh.

O sistema indica o custo da energia gerada para possibilitar o uso consciente do recurso. Antes do sistema de bandeiras, o custo era repassado às tarifas no reajuste anual de cada empresa e tinha a incidência da taxa básica de juros. A Aneel deve anunciar a bandeira tarifária que vai vigorar em agosto no dia 26 de julho.