Últimas Notícias > Notícias > Moradores e empresários de dois bairros de Porto Alegre se uniram para recuperar um prédio inteiro da Brigada Militar

Sobrevivente do Ninho do Urubu, em estado mais grave, acorda pela primeira vez

Jhonata foi o terceiro a escapar das chamas pela janela. (Facebook/Reprodução)

Jhonata Cruz Ventura, o jovem jogador do Flamengo que teve cerca de 30% do corpo queimado no incêndio do Ninho do Urubu, despertou na manhã desta terça-feira (12), pela primeira vez desde o incidente no centro de treinamento do Flamengo. O zagueiro de 15 anos tem a situação mais delicada entre os três sobreviventes e segue internado no Centro de Tratamento de Queimados do Hospital Pedro II, na Zona Oeste do Rio.

A Secretaria de Saúde do Rio informou que Jhonata está “sem sedação, acordado e atendendo a comandos simples ao exame clínico”. O jovem apresentou “melhora evolutiva dos parâmetros ventilatórios e estabilidade hemodinâmica” e “foi submetido na manhã de hoje a mais um banho das queimaduras mais profundas e curativos, mostrando melhora de algumas lesões.”

Na segunda-feira, os médicos do centro especializado neste tipo de queimaduras retiraram a sedação que mantinha o jogador dormindo, pois Jhonata já não apresentava mais febre. Ele foi o último dos três sobreviventes a escapar das chamas pela janela do contêiner onde estavam alojados, e, por isso, foi quem mais se feriu.

Francisco Dyogo ainda sente dores para respirar e permanece internado no hospital Vitória, na Barra da Tijuca, enquanto Cauan Emanuel foi o primeiro a receber alta. Pouco antes de voltar para a casa, o jovem recebeu a visita de vários jogadores do elenco profissional, como o capitão Diego, Henrique Dourado, Vitinho e Diego Alves.

Nota da Secretaria de Saúde do Rio de Janeiro sobre Jhonata Ventura:

“O paciente Jhonata Cruz Ventura encontra-se no momento sem sedação, acordado e atendendo a comandos simples ao exame clínico. Apresenta melhora evolutiva dos parâmetros ventilatórios e estabilidade hemodinâmica.

Foi submetido na manhã de hoje a mais um banho das queimaduras mais profundas e curativos, mostrando melhora de algumas lesões. Segue aos cuidados de terapia intensiva no CTQ.

Dr. Carlos Alberto Jr, diretor médico, CRM 52698792 Dra. Bianca Ohana, chefe do CTQ, CRM 52805220″

Diego Ribas

O meia Diego Ribas, capitão do Flamengo, se emocionou nesta terça-feira (12), ao relembrar o contato com Cauan Emanuel, um dos feridos no incêndio do Ninho do Urubu, que matou 10 jovens atletas do clube. O meia de 33 anos foi o primeiro jogador rubro-negro a conceder entrevista coletiva depois da tragédia.

“Vou completar 34 anos e estou vivendo esse sonho que eles queriam viver. Visitamos os garotos, tiramos fotos com o Cauan, peguei o telefone dele e estávamos conversando. Ele me mandou uma foto comemorando um gol e perguntou: ‘Conhece essa comemoração? Eu me inspiro em você’. Temos de seguir. Seremos inspiração”, disse Diego, que chegou a ficar mais de um minuto chorando.

Diego assegurou que a tragédia ocorrida no Flamengo nunca será esquecida pelo elenco do futebol profissional. “A emoção vai vir, nós vamos carregar essa situação. As pessoas não podem confundir quando estivermos no treino, no jogo, competindo, sorrindo em algum momento, que deixaremos de lembrar em algum momento. Carregaremos isso conosco e tem de servir de inspiração.”

Deixe seu comentário: