• A decisão sobre a prisão de Aécio Neves é adiada mais uma vez pelo Supremo Tribunal Federal

    O STF (Supremo Tribunal Federal) retirou de pauta e não julgou nessa terça-feira o pedido de prisão contra o senador Aécio Neves (PSDB-MG), apresentado pela PGR (Procuradoria-Geral da República) durante a gestão de Rodrigo Janot. A decisão foi tomada pelo relator do processo, o ministro Marco Aurélio Mello, por solicitação...

    Temer quer barrar a denúncia de organização criminosa e obstrução da Justiça feita a ele pelo procurador-geral da República

    O presidente Michel Temer planeja receber pessoalmente os integrantes da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara dos Deputados para estabelecer a estratégia de defesa contra a denúncia por organização criminosa e obstrução de Justiça, encaminhada na quinta-feira pelo Procurador-geral da República, Rodrigo Janot, ao STF (Supremo Tribunal Federal). Segundo...

    Alvo de operação da Polícia Federal, o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, diz que nunca cometeu atos ilícitos

    Alvo de operação deflagrada pela PF (Polícia Federal) na manhã dessa quinta-feira, o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, rechaçou as suspeitas de que teria atuado para tentar obstruir a Justiça e garantiu que jamais cometeu irregularidades. "Nunca houve ação, minha ou por mim autorizada, para agir de forma ilícita dentro das...

    Lula nega que o apartamento seja propina da Odebrecht

    O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) negou, em depoimento ao juiz Sérgio Moro, que o apartamento vizinho ao que ele mora, em São Bernardo do Campo (SP), e que também é usado por ele seja objeto de propina da Odebrecht decorrente de contratos na Petrobras, como acusa o...

    Funaro diz que recebeu 170 milhões de reais em propina com Geddel, Henrique Alves e Eduardo Cunha

    O doleiro Lúcio Funaro, operador do PMDB, detalha em sua delação premiada diversos pagamentos feitos aos ex-presidentes da Câmara Eduardo Cunha e Henrique Alves e ao ex-ministro Geddel Vieira Lima. Ele estimou que somente por negócios na Caixa recebeu junto com os três cerca de R$ 170 milhões em propina....

    Temer dividiu propina da Odebrecht com Geddel, diz Funaro

    O corretor Lúcio Funaro disse em sua delação premiada que o presidente Michel Temer dividiu com Geddel Vieira Lima (PMDB-BA), ex-homem forte de seu governo, propina da Odebrecht. Nos anexos de sua colaboração, já homologada pelo Supremo, ele afirmou ter buscado R$ 1 milhão em espécie, supostamente pagos pela empreiteira,...

    Operador financeiro diz em delação que Michel Temer recebeu propina de 20 milhões de reais do dono da Gol

    O operador financeiro Lúcio Bolonha Funaro acusou o presidente Michel Temer de receber propina de R$ 20 milhões de Henrique Constantino, um dos fundadores da Gol Linhas Aéreas, em troca de apoio ao projeto de abertura do setor aéreo ao capital estrangeiro. A suposta propina teria sido paga em horas...

    Antonio Palocci disse que participou de uma reunião com Lula, Dilma e presidente da Petrobras para acerto de propina em contratos do pré-sal

    O ex-ministro Antônio Palocci afirmou ao juiz federal Sérgio Moro, nessa quarta-feira, que participou de uma reunião com o então presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a então ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, e o então presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli. Na ocasião, Lula teria pedido uma “contribuição”...

    Em denúncia, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, aponta 230 milhões de reais em propina para Lula

    Ao denunciar a formação de uma organização criminosa pelo PT no âmbito da Lava Jato nos mandatos presidenciais dos ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, o procurador-geral da República descreveu pagamentos de vantagens indevidas a Lula em valores que, somados, chegam a R$ 230 milhões, como contrapartida...

    Delator da JBS/Friboi lamentou ter que entregar os governadores do Paraná e de Santa Catarina por recebimento de propina, chamando-os de “coitadinhos”

    Em áudio obtido pela PGR (Procuradoria-Geral da República), o ex-diretor de Relações Institucionais do grupo JBS/Friboi, Ricardo Saud, admitiu que tinha o interesse de preservar “amigos” no acordo de colaboração premiada que viria a ser firmado com o MPF (Ministério Público Federal). Em contrapartida, ele lamenta a Joesley Batista, um...