O executivo de uma emissora acusada de pagar propina à Fifa foi assassinado no México

Adolfo Lagos Espinosa, vice-presidente de telecomunicações da Televisa, foi assassinado no último domingo (19), aos 69 anos, quando passeava de bicicleta na rodovia Tulancingo-Pirámides, na Cidade do México. O executivo foi vítima de disparos, após um suposto assalto que originou uma troca de tiros entre os dois criminosos que o...

Corrupção no futebol: Cartolas teriam recebido até 3 milhões de dólares em propina pela Copa América de 2015

Mais uma ponta do novelo de supostos pagamentos de propina a cartolas do futebol sul-americano começou a ser destrinchada no julgamento do escândalo de corrupção da Fifa, que entra em sua terceira semana em Nova York. Depois do depoimento bombástico do empresário argentino Alejandro Burzaco, ex-homem forte da empresa de marketing...

Medida provisória de interesse da Odebrecht pode ser aprovada esta semana

A Operação Lava-Jato já tem três anos. Neste período, mais de 200 pessoas foram presas, mas alguns hábitos nada corretos perduram intocáveis. A votação da medida provisória 795, prevista para ocorrer nesta semana, é a prova escandalosa dessa constatação, conforme reportagem da revista Veja. Em tese, a MP vai “destravar”...

O ex-executivo argentino Alejandro Burzaco disse que pagou quase 3 milhões de dólares em propinas ao ex-presidente da CBF José Maria Marin

O empresário argentina Alejandro Burzaco afirmou ter pago US$ 2,7 milhões (R$ 8,8 milhões de reais em valores atuais) em propinas a José Maria Marin, ex-presidente da CBF (Confederação Brasileira de Futebol). Preso nos Estados Unidos, o sócio do grupo de marketing esportivo Torneos y Competencias, da Argentina, diz que...

No início da década passada, a empreiteira Odebrecht contratou como consultor um ministro da Economia do Peru que hoje é o presidente do país

O ex-presidente da Odebrecht, Marcelo Odebrecht, disse a procuradores de Justiça do Peru que a empreiteira, acusada de vários escândalos de corrupção, contratou como consultor, no início da década passada, o então ministro e atual presidente do Peru, Pedro Pablo Kuczynski. A informação é de jornais locais. Condenado a 19 anos...

Delator disse que os conselheiros do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro cobravam propina de 1% dos contratos

O publicitário Renato Pereira contou em acordo de colaboração premiada, assinado com a PGR (Procuradoria-Geral da República), que conselheiros do TCE- RJ (Tribunal de Contas do Estado) do Rio de Janeiro cobravam propina de 1% dos contratos da Prole com o governo estadual. Os pagamentos ocorriam, segundo o delator, para...

O ex-presidente da empreiteira Odebrecht, interrogado pelo juiz da Operação Lava-Jato, contou detalhadamente como pagou 3 milhões de reais em propinas para o ex-presidente da Petrobras, que nega

O empreiteiro Marcelo Odebrecht afirmou, em interrogatório do juiz Sérgio Moro, nesta quinta-feira (9), ter sofrido um “achaque” do ex-presidente da Petrobras Aldemir Bendine. O ex-presidente da maior construtora do País havia confessado, em delação premiada, ter repassado R$ 3 milhões a Bendine. Na audiência desta quinta, em ação na qual é...

Pela primeira vez, operador de esquema de corrupção admite que recolhia propina para o ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral

Considerado pelo Ministério Público um dos operadores do esquema de corrupção liderado pelo ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral (PMDB) e já condenado em três processos da Operação Lava-Jato, Carlos Miranda admitiu pela primeira vez à Justiça na quarta-feira (08) que recolhia dinheiro de propina a mando de Cabral...

Executivos da Embraer negam propina a coronel da República Dominicana

Executivos da Embraer negaram nesta terça-feira (31) em depoimento na Justiça Federal terem pago propina para militar da República Dominicana em negociação para venda de aeronaves para o país. Dois executivos afirmaram ao juiz Marcelo Bretas que o coronel aposentado da Força Aérea dominicana Carlos Piccini Nunez recebeu US$ 3,5 milhões...

Moro condena ex-gerente da Petrobras por corrupção e lavagem de dinheiro

O juiz Sérgio Moro condenou nesta terça-feira (31) o ex-gerente da área Internacional da Petrobras Pedro Augusto Xavier Bastos a 11 anos e dez meses de prisão. Ele foi considerado culpado pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro. Xavier Bastos, segundo a denúncia, recebeu propina em contrato de exploração de...