Últimas Notícias > Notícias > Brasil > O Copacabana Palace agora é da rede Louis Vuitton

A tecnologia à favor das mudanças do mercado foi tema abordado no Menu POA nesta terça-feira (13)

Ana Luiza Ferrão é a diretora geral da rede de lojas Gang. (Foto: Pedro Antonio Heinrich/especial O Sul)

Em um mundo onde a tecnologia é o principal agente responsável pelas mudanças do mercado, as marcas estão cada vez mais em busca de inovação para conquistar e interagir com o cliente. Este foi o tema debatido no Menu Porto Alegre, na tarde desta terça-feira (13), na Associação Comercial da capital gaúcha. A diretora geral da Gang, Ana Luiza Ferrão e o sócio diretor da agência de marketing digital 3YZ, Roberto Sirotsky apresentaram cases das empresas as quais representam, incentivando o empreendedor, a partir dos resultados obtidos através de campanhas, a adotar as diversas opções de uso da tecnologia à favor do seu negócio.

A Gang está sob nova direção há pouco mais de cinco anos desde que o grupo Lins Ferrão comprou a rede de lojas, e, com o propósito de satisfazer cada vez mais o seu público-alvo, que são os jovens com faixa-etária entre 13 e 18 anos, estuda por meio de pesquisas o comportamento deste público. “Estamos dia a dia conectados com o nosso público, aproveitando oportunidades de se reinventar a partir do que ouvimos e enxergarmos do cliente”, explica Ana Luiza Ferrão. Essa aproximação com o cliente auxilia não só na escolha das coleções fabricadas para a loja, mas também em futuros investimentos para a Gang.

Com 42 lojas no Rio Grande do Sul e Santa Catarina, e-commerce e 150 revendas, a Gang, segundo Ana Luiza, percorre diversas cidades para entender as maneiras com as quais o jovem se relaciona. “Estamos sempre abertos ao desconhecido”, conta a diretora da rede de lojas. Música, customização e ações que envolvem causas são apenas algumas das atividades realizadas pela Gang para “abrigar o espírito jovem”. Para a próxima coleção, adiantou Ana Luiza, os clientes poderão conhecer peças de roupas sustentáveis, onde os pigmentos em cor foram retirados de plantas.

Abordando a tecnologia na comunicação, Roberto Sirotsky ressaltou o mundo – que não se limita apenas ao público jovem – cada vez mais conectado. “Nunca se teve tanta informação”, afirma o sócio diretor da agência de mkt digital 3YZ. Ele apresentou cases de marcas de renome no cenário nacional, ressaltando como a tecnologia pode proporcionar técnicas diferenciadas para os mais variados serviços.

Um dos cases abordados por Sirotsky foi a campanha da Multa Sonora, proposta pela Rádio SulAmérica. A campanha incentiva o respeito no trânsito, onde através de um aplicativo da rádio que, se o usuário enquanto estiver dirigindo ultrapassar o limite de velocidade, recebe uma multa sonora. “E caso a infração se repita, o motorista é penalizado com um minuto de áudio com ‘a Voz do Brasil'”, conta o sócio diretor da 3YZ.

A criatividade é uma das características fixas no uso da tecnologia, que é um espaço democrático na geração atual. Segundo Sirotsky, a revolução neste meio está apenas começando e, a comunicação, poderá se beneficiar de diferentes fatores disponibilizados por este meio. (Marysol Cooper/ O Sul)

Deixe seu comentário: