Últimas Notícias > Esporte > Copa do Brasil > Técnico do Internacional lamenta título perdido e garante força total no Brasileirão

Telegram divulga orientações de segurança após vazamento de conversas sobre a Lava Jato

Parceiro de Dallagnol (E) nas conversas da Lava-Jato, Moro (D) sugeriu a Bolsonaro a indicação do procurador para a sucessão de Raquel Dodge. (Foto: Pedro de Oliveira/ALEP)

Após diversas conversas sobre a Operação Lava Jato terem vazado, os usuários do aplicativo utilizado na ocasião, o Telegram, cobraram uma explicação do site. O caso foi divulgado pelo Intercept, que mostrou trocas de mensagens que seriam do procurador da operação, Deltan Dallagnol, com o atual ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, e outro procuradores da força-tarefa.

Em seu perfil oficial do Twitter, o Telegram divulgou uma nota sobre a segurança dos bate-papos. O arquivo e o texto da publicação, não possuem citação ao vazamento que envolve o cenário político brasileiro. Porém a divulgação das orientações pela empresa se deu um dia após a publicação das matérias com base em conversas que seriam dos envolvidos na Lava Jato.

O texto se chama “Mantendo seus bate-papos seguros”, em tradução livre, e explica que as conversas são protegidas por criptografia. Ele ainda fala que a empresa atua há seis anos e nunca compartilhou dados com terceiros.

A nota do Telegram traz três principais dicas para que os usuários protejam suas contas no aplicativo: proteger as conversas na nuvem (Configurações> Privacidade e segurança> Verificação em duas etapas e escolha uma senha forte); criar conversas secretas; cuidar para que o seu celular esteja com o sistema operacional atualizado e nunca instala aplicativos de fontes suspeitas.

Confira a postagem com o texto (em inglês):

 

Deixe seu comentário: