Sexta-feira, 17 de Janeiro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
20°
Fair

Brasil “Todo mundo gostaria de passar uma tarde com um príncipe, principalmente as mulheres”, disse Bolsonaro em sua viagem a monarquias do oriente

Bolsonaro se encontrou com Mohammed bin Salman. (Foto: José Dias/PR)

Em Riad, na Árabia Saudita, o presidente Jair Bolsonaro foi questionado por uma repórter brasileira, nesta terça-feira (29), sobre as expectativas para um encontro realizado à tarde com o príncipe herdeiro da Arábia Saudita, Mohammed bin Salman, conhecido como MBS. Bolsonaro sorriu e respondeu que “todo mundo gostaria de passar uma tarde com um príncipe, principalmente vocês, mulheres, né?”.

Em seguida, afirmou ser uma oportunidade e que há “certa afinidade entre nós dois, desde Osaka [reunião do G20, no Japão]”.

O presidente termina nesta quinta-feira (31) a viagem de 12 dias por países da Ásia e do Oriente Médio. O objetivo é atrair mais investimentos ao Brasil.

Na Arábia Saudita, Bolsonaro deve tratar do setor de defesa e das exportações de frango aos sauditas. Recentemente, o país cortou as compras da carne brasileira para aumentar a produção interna. Um dos argumentos usados pelos sauditas foi problemas na vigilância sanitária.

Durante a viagem de Bolsonaro, a BRF, uma das maiores produtoras de frango do Brasil e dona da Sadia e Perdigão, anunciou a construção de uma fábrica de produtos processados de frango na Arábia Saudita.

Príncipe saudita

O príncipe Mohamed bin Salman e outras autoridades sauditas são suspeitos de envolvimento com o assassinato do jornalista Jamal Khashoggi, segundo um relatório produzido por uma investigadora da ONU (Organização das Nações Unidas).

Khashoggi, um crítico do príncipe e colunista do jornal americano “The Washington Post”, foi visto pela última vez no consulado saudita em Istambul, na Turquia, em 2 de outubro do ano passado. Seu corpo foi desmembrado e levado para fora do prédio, de acordo com um promotor saudita. Os restos mortais nunca foram encontrados.

“Estão mais bonitas assim”

Assim que desembarcou em Riad, Bolsonaro comentou o visual das jornalistas brasileiras, que vestiam túnicas compridas (chamadas de abaya) em respeito às regras locais. “Ah que maravilha… Estão até mais bonitas assim, sabiam?”, disse sorrindo, enquanto uma repórter perguntava sobre as expectativas de negócios. “Quando a beleza é muito grande, ofusca os olhos da gente. Assim ficam mais bonitas.”

Logo depois, ele respondeu à pergunta da repórter e disse que “a expectativa é a melhor possível, a gente tem essa impressão na recepção do aeroporto, a maneira como somos tratados”. Bolsonaro foi recepcionado com um banquete oferecido pelo príncipe Mohammed bin Salman.

Dos países visitados por Bolsonaro, a Arábia Saudita é o mais conservador e mais fechado, que impõe uma versão rigorosa do Islã. No entanto, algumas mudanças têm ocorrido. As mulheres ainda precisam usar uma túnica sobre o corpo, mas não precisam mais cobrir a cabeça com véus.

Voltar Todas de Brasil

Compartilhe esta notícia:

O ministro do Supremo Edson Fachin arquivou o pedido de impeachment contra o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles
Bolsonaro disse que poderia usar uma caneta Bic para comprar apoio, mas não vai
Deixe seu comentário
Pode te interessar