Últimas Notícias > Notícias > Brasil > As propostas de reforma tributária que tramitam na Câmara e no Senado colocaram em campos opostos a indústria e os demais setores

Turismo no Brasil cresceu 3,3%; governo acredita que índice favorece economia nacional

Em quatro anos, Brasil subiu 24 rankings entre países mais procurados por turistas. (Foto: Cedida por Fabíola Sinimbú/Agência Brasil)

A Pesquisa Mensal de Serviços do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou no relatório mais recente um aumento no setor do turismo brasileiro. De acordo com os índices, houve um crescimento de 3,3% nos últimos 12 meses. A área segue um ritmo diferente do setor de serviços, por exemplo, que vem sofrendo retração.

O turismo é encarado como a grande esperança para movimentar a economia nacional, e, para o subsecretário de Desenvolvimento de Comércio e Serviços do Ministério da Economia, Fábio Pina, este crescimento está longe da expectativa que o governo tem para o setor. Fábio explica que essa expansão também depende da colaboração dos setores, que, se passarem a trabalhar e funcionar de forma integrada, poderão ampliar o potencial de cada um.

O Brasil tem sido percebido como roteiro turístico mundialmente, tendo avançado da 51ª posição no Ranking de Competitividade de Viagens e Turismo em 2013, para 27ª em 2017. No que se refere às “belezas naturais”, o país está na primeira colocação mundial, de acordo com o Fórum Econômico Mundial. Ainda assim, o Brasil está enquadrado nos piores desempenhos relacionados a segurança, infraestrutura e ambiente de negócios. Essa é a principal razão para que empresários tenham receio de investir no país.

Pina destacou que “há uma série de problemas a serem solucionados que dependem da retomada da capacidade do governo em investir, e isso só é possível crescendo a economia e aumentando a arrecadação pelo crescimento, e não pelo aumento da carga tributária”. O subsecretário também afirmou que um único setor não é capaz de “puxar” toda a economia. “Ao contrário, é o crescimento de toda a economia que vai fazer com que os setores prosperem”, concluiu.

Deixe seu comentário: