Home > Notícias > Brasil > Lula é citado 68 vezes na sentença que condenou Antonio Palocci

$ubmarino do PT

(Foto: Reprodução)

A executiva do PT ganhou R$ 67 milhões no contrato da Odebrecht com a Marinha para construir a base do submarino de propulsão nuclear no Rio de Janeiro. Foi Benedicto Barbosa quem descreveu detalhes, sobre a parceria firmada com a francesa DCNS e abençoada pelo Governo Lula da Silva. Mas a propina do contrato é muito maior, segundo delatores.

Foram 40 milhões de euros (R$ 140 milhões) para um contato chamado José Amaro Ramos, que não se sabe ainda a quem representava; e 1,5 milhão de euros e mais R$ 500 mil para o então presidente da Eletronuclear, Othon Pinheiro.

Quem fala

Os relatos detalhados estão nas delações de Benedicto Barbosa, Fábio Gandolfo, Luiz Eduardo da Rocha Soares, Marcelo Odebrecht e Marcos Grillo.

Pixuleco…

Entre 2012 e 2014, segundo Odebrecht, o PT levou R$ 17 milhões. O dinheiro foi exigido pelo então tesoureiro Vaccari Neto, para ajudar em eleições de aliados.

…e Puxadinho

Após reclamar do atraso nos repasses para a obra com os ministros Mantega e Palocci, já no governo Dilma, Odebrecht foi atendido e pagou mais R$ 50 milhões ao PT.

MP da turbulência

O Sindicato Nacional dos Aeronautas reagiu à decisão do governo de enviar ao Congresso uma medida provisória que prevê a abertura de 100% do capital das aéreas brasileiras ao investimento estrangeiro. “Não existe abertura desta magnitude em nenhum outro País que tenha um mercado, interno e externo, semelhante ao do Brasil.”

Carreira no chão

Presidente da SNA, Rodrigo Spader esbraveja: “Não há como prever impactos negativos para a aviação nacional, mas entendemos que a mudança, sem ressalvas trabalhistas, representam o fim da profissão de pilotos e comissários para brasileiros”.

Rifados

O presidente e o relator da Comissão da Reforma da Previdência, Carlos Marun (PMDB-MS) e Arthur Maia (PPS-BA), não esconderam o constrangimento com os boatos de que equipe econômica do governo prevê atrasos na tramitação da PEC.

Agora num clique

O movimento de combate à corrupção, liderado pelo juiz Márlon Reis (da Ficha Limpa), lançou o app “Mudamos” para assinatura digital por projetos de lei popular.

Brasiiiilll

De raposa política, conhecedor das armadilhas do Código Penal: lembremos que os mensaleiros do PT foram perdoados com indulto de Dilma e aval do próprio STF.

Rota certa

Maria Alice Nascimento Souza, ex-diretora geral da Polícia Rodoviária Federal, ligou o giroflex e está a caminho de uma diretoria da Agência Nacional de Transportes Terrestres. Movimento de alguns diretores é grande na agência.

Apocalipse 1

O filósofo e professor da Unicamp Roberto Romano: “Estamos chegando ao resultado mais catastrófico do modelo político brasileiro. Não há muita luz após essa situação. É o anúncio dos fins dos tempos, do apocalipse”, resume.

Olha o decoro!

O senador Roberto Requião (PMDB-PR) não mediu palavras – e palavrões – em vídeo divulgado nas redes sociais ao criticar a MP que pretende regularizar terras da União. “Me perdoem o palavrão: vão à PQP”, bradou contra Temer e Eliseu Padilha.

Sonho tupiniquim

O deputado Izalci Lucas (PSDB-DF) preside a Comissão da Câmara que analisa a MP que pretende regularizar terras: “Quero dar celeridade, para que a lei seja sancionada ainda no primeiro semestre e finalmente realizar o sonho de muitos brasileiros”.

Ponto Final

“Eles não podem me acusar de ter recebido dinheiro. Não tenho conta na Suíça ou em paraíso fiscal. Eles não podem me acusar de ter aceitado qualquer ação ilegal.”
Da ex-presidente Dilma Rousseff, na Universidade de Princeton, nos Estados Unidos.

Comentários