Últimas Notícias > Notícias > Brasil > Advocacia-Geral da União cobra bilhões desviados dos cofres públicos

Um duro recado da Lava-Jato

O ex-presidente Michel Temer. (Foto: Reprodução/TV)

A Operação Lava-Jato não foi neutralizada pelos movimentos recentes do Supremo Tribunal Federal ou de alguns de seus ministros,individualmente. Este recado ficou bem claro ontem, com a prisão do ex-presidente Michel Temer determinada pelo Juiz Marcelo Bretas, da 7a. Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro.

Um arquivo de 40 anos

Michel Temer, que presidiu quatro vezes a Câmara dos Deputados, foi vice-presidente e presidente da República, é um personagem com protagonismo na política nacional nos últimos 40 anos. Quase tudo o que ocorreu na política,especialmente nos seus bastidores,é do conhecimento de Temer.

Núcleo do poder

A prisão do ex-ministro de Minas e Energia Moreira Franco, um aliado muito próximo de Michel Temer, baseou-se em denúncias que tentam demonstrar o seu papel relevante na coleta de propinas junto a fornecedores do governo.

Isonomia com Lula

O ex-presidente Michel Temer , foi levado para a Superintendência da Polícia Federal no Rio. O juiz federal Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, aceitou um pedido da defesa de Temer. Embora não tenha condenação alguma, Temer ganha o mesmo tratamento do ex-presidente Lula,que cumpre pena em sala da Superintendência da Polícia Federal em Curitiba.

Eliseu Padilha em Porto Alegre

Eliseu Padilha,ex- ministro da Casa Civil, com 73 anos, se recupera de um grave problema de saúde. Ele submeteu-se em janeiro, a um autotransplante de medula no Hospital Beneficência Portuguesa, em São Paulo, extraindo um mieloma múltiplo. Padilha,que reside em Porto Alegre,onde se recupera,soube pelo noticiário,da prisão de Michel Temer e Moreira Franco.

Efeitos colaterais

A impetuosidade da Operação Lava-Jato atingiu outros alvos. O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia,casado com uma enteada do ex-ministro Moreira Franco, cancelou sua agenda de ontem em Brasília.

O “Botafogo”

Rodrigo Maia é apontado como “Botafogo” em uma planilha de propinas da Construtora Odebrecht.

Verdade revisitada

O chefe da Casa Civil da presidência da República, Onyx Lorenzoni incomodou alguns políticos de esquerda do Chile,ao lembrar ontem, em entrevista à Rádio Gaucha de Porto Alegre, o fato histórico de que foi no governo de Augusto Pinochet, que se fixaram as bases da politica econômica que salvou aquele país:

– No período Pinochet, o Chile teve que dar um banho de sangue. Triste, o sangue lavou as ruas do Chile, mas as bases macroeconômicas fixadas naquele governo, já passaram oito governos de esquerda e nenhum mexeu nas bases colocadas no Chile no governo Pinochet.

Mourão em Porto Alegre

O Vice-Presidente da República, Hamilton Mourão, na condição de Presidente da República em exercício, Participa hoje na capital gaúcha, do Painel “Destinos de uma Nação – Foco na Segurança Pública”, no Teatro do SESI, na sede da Federação das Indústrias. Antes, Mourão participa de um encontro com o governador gaúcho Eduardo Leite, no Palácio Piratini.

Deixe seu comentário: