Últimas Notícias > Notícias > Brasil > Petrobrás faz acordo com governo uruguaio e devolverá concessão de duas empresas

Um homem confessou ter assassinado o pai e a mãe em uma fazenda na Serra Gaúcha

Autor do duplo homicídio afirmou ser viciado em drogas. (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

A Polícia Civil prendeu no município de Bom Jesus (Serra Gaúcha) um homem de 30 anos que confessou ter assassinado o pai e a mãe. O casal de vítimas trabalhava como caseiro em uma fazenda na localidade conhecida como Mandaçais e teve os corpos encontrados por familiares no início da noite de sexta-feira.

De acordo com o delegado Carlos Alberto Defáveri, os duplo homicídio foi cometido três dias antes. Foram mortos Gomercindo Rodrigues da Silva Filho, 61 anos, e Maria do Carmo Fonseca da Silva, de 57. Ele apresentava marcas de golpes de faca, enquanto ela mulher estava degolada e com um tiro na testa.

Ainda segundo Defáveri, inicialmente os investigadores trabalharam com a hipótese de latrocínio (roubo com morte), pois o carro da família não estava na garagem. A equipe mudou o rumo dos trabalhos, no entanto, após o filho do casal chegar em casa, dirigindo o veículo: questionado sobre o crime, ele entrou em contradição e, por fim, confessou a autoria.

Em seu depoimento, o homem – que não teve a sua identidade informada pela Polícia Civil – relatou que esperou os pais dormirem para cometer o assassinato. Motivo: viciado em drogas e sem obter dinheiro com os pais, ele havia discutido com ambos e os matou quando dormiam. O autor também revelou que, ao voltar à fazenda e ser encontrado pelos agentes, estava ali para pegar objetos e trocá-los por mais entorpecentes.

O filho do casal foi autuado em flagrante por duplo homicídio qualificado (motivo torpe e sem oportunizar qualquer chance de defesa) e teve decretada a sua prisão preventiva. Em seguida, foi encaminhado para uma penitenciária estadual em Vacaria.

(Marcello Campos)

Deixe seu comentário: