Últimas Notícias > Colunistas > Militares & Witzel

Um homem de 33 anos conseguiu, pela primeira vez, dar a volta a nado no Reino Unido

Ross Edgley completou a travessia em 157 dias. (Foto: Reprodução)

Ross Edgley, de 33 anos, se tornou no domingo (4) o primeiro homem a dar a volta do Reino Unido a nado. A travessia durou 157 dias e começou no dia 1º de junho na cidade de Margate, uma cidade na costa Sudeste da Inglaterra. Depois de 2.882 quilômetros, ele retornou ao seu ponto de partida.

A distância é equivalente ao que se levaria para percorrer de Londres à Moscou, na Rússia. O nadador passou cerca de 12 horas por dia no mar e entrou para o Guiness Book ainda no 74º dia do desafio, por ter passado o maior período da história nadando em alto mar. No entanto, o recorde só seria computado se ele terminasse a travessia.

Ele fazia as refeições e dormia em um catamarã, abordo do qual estavam três membros de sua equipe, que o acompanhou durante a travessia.

Durante o percurso, Edgley narra ter se ferido 37 vezes com queimaduras de água-viva, enfrentado uma torção no ombro e um corte aberto no pescoço, além de ver a própria língua apodrecer devido o frio e a água salgada.

“O ferrão queimava na minha pele. Ela se agarrou nos meus óculos. Essa água-viva da Escócia, gigante e gorda, bateu na minha cara por quase meia hora durante um redemoinho”, disse ele em entrevista ao jornal The Guardian.

Segundo ele, o momento mais emocionante aconteceu no canal de Bristol, em que ele foi acompanhado por quase 5km por uma baleia-de-minke. “Apesar de todas as queimaduras de água-viva e das dificuldades, você só consegue um momento assim se passar 12 horas por dia nadando no mar durante 175 dias.

O nadador também disse que seu primeiro pensamento ao pisar em terra não teve nada a ver com comida ou bebida. “Eu estava realmente preocupado que fosse pisar na areia e cair de cara no chão.”

Ex-boxeador argentino

Mario Melo, ex-campeão argentino e sul-americano de boxe, morreu no domingo de uma crise cardíaca, engasgado após participar de um concurso de comer croissants.

Melo tinha 56 anos e havia sido campeão dos pesos-pesados e meio-pesados nos anos 1980 e 1990. O ex-boxeador participava da competição gastronômica organizada pela cidade de Pinamar, 350 km a sul de Buenos Aires.

“Ele obstruiu a via aérea com um croissant e isso provocou uma parada respiratória. Tentamos reanimá-lo, mas era tarde. Não recomendo este tipo de concurso”, declarou à imprensa Walter Ciencio, diretor do hospital municipal da cidade.

O público que assistia ao concurso não entendeu quando Melo começou a dar socos no ar no momento em que engasgou. “A gente achou que era uma brincadeira”, explicou Aída, irmã do ex-pugilista.
O concurso consistia em engolir o maior número de medialunas — como são chamados os croissants na Argentina — em um minuto.

 

Deixe seu comentário: