Últimas Notícias > Colunistas > Armando Burd > Chance que nunca mais se repetirá

Um presidiário foi recapturado após pular o muro de penitenciária estadual gaúcha

Perseguido a pé, homem foi encontrado em propriedade rural nas imediações. (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Agentes da Polícia Civil gaúcha recapturaram um homem de 31 anos que havia conseguido escapar do Presídio Estadual localizado a poucos metros da Delegacia de Polícia de Jaguari, na Região Centro-Oeste do Estado.

Segundo a delegada Elisandra Mattoso Batista, o apenado cumpre sentença em regime fechado, por roubo. Ele teria sido flagrado pulando o muro da instituição e assim que “ganhou a rua”, passou a ser alvo de perseguição a pé por policiais acionados pela direção.

O condenado tentou se esconder em um imóvel rural nas imediações. Em vão: acabou rendido por um dos policiais e reconduzido à cadeia, com “escala” na DP para o registro da ocorrência e demais formalidades. Não foi informado se o detento será punido pela atitude.

Santa Maria

Nessa terça-feira, um apenado do regime semiaberto do PRSM (Presídio Regional de Santa Maria) foi flagrado tentando entrar na casa prisional com pedras de crack escondidas dentro de barras de sabão. A ocorrência ocorreu durante revista realizada por agentes unidade, que desconfiaram do comportamento do suspeito, que retornava da dispensa temporária do preso.

Encantado

Já em um anexo do PEE (Presídio Estadual de Encantado), membros do Grupamento de Operações da 8ª Delegacia Penitenciária Regional e servidores penitenciários realizaram uma ampla revista nas celas e demais dependências utilizadas pelos detentos. A medida foi motivada por denúncia sobre a existência de materiais ilícitos na instituição.

O saldo da operação foi a apreensão de um telefone celular, dois carregadores e três baterias de celular e um chip da operadora Claro. Além disso, foram encaminhados quatro apenados para o regime fechado do Presídio, onde responderão Processo Administrativo Disciplinar.

Formatura

Na segunda-feira, a Susepe (Superintendência dos Serviços Penitenciários), por meio da Escola do Serviço Penitenciário, realizou, nesta segunda-feira (23), a formatura do 32º curso de formação profissional de agente penitenciário (sexta edição) e do 4º curso de formação de agente penitenciário administrativo (sétima edição).

São 193 agentes penitenciários e 31 agentes penitenciários administrativos, que, já nessa terça-feira, foram designados para atuar em diversos estabelecimentos prisionais do Rio Grande do Sul.

A distribuição dos agentes vai atender principalmente os municípios que integram o programa “RS Seguro”, desenvolvido pelo governo gaúcho e que tem no sistema prisional um dos eixos principais. O vice-governador e secretário da Segurança Pública, Ranolfo Vieira Júnior, destacou que a criação da Seapen (Secretaria da Administração Penitenciária) é um reflexo da importância dada ao sistema prisional nesta gestão.

Ele também enalteceu o trabalho realizado pelos servidores penitenciários para garantir a segurança pública no Estado. Esse também foi o destaque feito pelo Secretário da Administração Penitenciária, Cesar Faccioli. “A atuação dos operadores do sistema prisional é um trabalho muitas vezes invisível e não valorizado, mas sem o qual é impossível falarmos em segurança da sociedade”, afirmou.

Faccioli também frisou que, sem profissionais capacitados e comprometidos nos estabelecimentos prisionais, não se pode dar concretude a ações tão importantes, como a inclusão social, para devolver à sociedade, após o cumprimento da pena, sujeitos com efetiva capacidade de emancipação social.

(Marcello Campos)