Últimas Notícias > Notícias > Brasil > Oito mulheres com “corpo deformado e dores” denunciam cirurgião plástico em Brasília

Um transatlântico chegou ao Porto de Rio Grande e os turistas conheceram a cultura gaúcha

O transatlântico Sirena tem 180 metros de comprimento e 29 de largura. Sua bandeira é das Ilhas Marshall. (Foto: Divulgação/SUPRG)

O transatlântico Sirena atracou no Porto Novo, cais público do Porto do Rio Grande, nesta terça-feira (19). A embarcação trouxe a bordo mais de 600 passageiros de 25 nacionalidades. Os turistas foram recebidos pelo CTG Raphael Pinto Bandeira, em uma recepção organizada pela Superintendência, que apresentou um pouco da cultura e tradição gaúcha.

“No aniversário de Rio Grande é um orgulho ser a ponte entre 600 turistas e a cidade. São 600 pessoas que vão conhecer o Estado, consumir em Rio Grande e levar o nome do nosso porto”, afirmou o superintendente do Porto do Rio Grande, Fernando Estima.

O Sirena é um navio de luxo para 684 hóspedes e composto por 400 profissionais na tripulação. Cerca de 70% das suítes têm sua própria varanda privativa. Além disso, tem 180 metros de comprimento e 29 de largura. Sua bandeira é das Ilhas Marshall. Os passageiros que estão a bordo são norte-americanos e canadenses em sua maioria. O navio ainda conta com passageiros do Reino Unido, Portugal, África do Sul e Alemanha. Antes de atracar em Rio Grande, a embarcação estava em Santa Catarina. Agora seguirá viagem para o Uruguai. O Sirena retorna ao município no dia 10 de abril.

Visita

O secretário de Governança e Gestão Estratégica, Claudio Gastal, esteve na segunda-feira (18), na sede da Superintendência do Porto do Rio Grande. Além de ser recebido pelo superintendente Fernando Estima, o secretário participou de um encontro com lideranças do setor portuário. Na região, ele conheceu o simulador do APL Marítimo RS.

“O Porto do Rio Grande tem um papel fundamental para a competitividade. Mais do que um porto, ele é um grande equipamento de desenvolvimento da competitividade e desenvolvimento do Estado”, observou Gastal. “Nós temos que pensar a logística do Estado como uma grande rede, e o Porto do Rio Grande é um dos eixos, um dos nós importantes para essa rede de logística”, completou.

Superintendência

Estima também recebeu o superintendente da Ecosul (Empresa Concessionária de Rodovias do Sul S.A.), Silvio Caldas. A reunião foi de apresentação e fortalecimento de relações entre as duas instituições que têm muitos assuntos em comum. O próximo período de safra foi um dos temas tratados durante o encontro.

 

Deixe seu comentário: