Últimas Notícias > Colunistas > Investigação virtual

Um veículo-robô da Nasa está perdido em Marte

Imagem de Marte captada pelo veículo-robô da Nasa. (Foto: Nasa/Divulgação)

Mais longevo veículo-robô da Nasa (a agência espacial dos Estados Unidos) em Marte, explorando sua superfície há quase 15 anos, o Opportunity não faz contato com a agência espacial norte-americana desde o último domingo (10), em meio a uma tempestade de areia de proporções globais. Em novas tentativas realizadas nesta quarta-feira (13), os cientistas da Nasa não obtiveram resposta do equipamento, mas ainda estão otimistas de retomar as comunicações e operações depois que a tempestade passar, não o dando como “perdido”. As informações são do jornal O Globo.

Segundo a agência espacial norte-americana, o Opportunity provavelmente entrou em modo de economia de energia, deixando ligado basicamente apenas o relógio da missão, para enfrentar a tempestade. Alimentado por baterias carregadas por painéis solares, o veículo-robô está programado para fazer isso se o nível de energia delas ficar abaixo de 24 volts, com o relógio regularmente religando o computador de bordo para verificar se as baterias foram recarregadas. Mas, diante da quantidade de areia em suspensão na atmosfera em razão da tempestade, que cobre uma área de 35 milhões de quilômetros quadrados, ou cerca de um quarto da superfície do planeta, bloqueando quase totalmente a luz do Sol, é pouco provável que isso aconteça nos próximos dias.

“Nossa equipe tem um laço muito forte com o veículo, uma conexão emocional muito estreita com ele”, destacou John Callas, gerente de projeto do Opportunity no Laboratório de Propulsão a Jato da Nasa (JPL), na Califórnia (EUA), em teleconferência com a imprensa realizada pela agência nesta quarta para discutir a situação. “Estamos preocupados com ele, claro, mas também esperançosos de que a tempestade vai clarear e ele vai voltar a se comunicar conosco.”

Esta também não é a primeira vez que o Opportunity enfrenta uma situação assim. Em 2007, o Opportunity e seu veículo “irmão”, o Spirit, encararam uma tempestade de areia muito maior, que cobriu praticamente todo o planeta. Então, as operações de ambos equipamentos foram suspensas durante duas semanas, com vários dias sem contato, que acabou retomado após a tempestade passar e suas baterias recarregarem.

O maior temor dos cientistas é com relação ao frio, que pode “estragar” as baterias do Opportunity. No momento, a temperatura na região onde o veículo-robô está, conhecida como Vale da Perseverança, chega a -29 graus Celsius, obrigando o equipamento a realizar um delicado equilíbrio entre economia de energia e uso dos aquecedores que mantêm a temperatura de suas baterias dentro dos limites operacionais. Segundo os engenheiros da Nasa, foram problemas neste processo que levaram à perda do Spirit em situação similar em 2010. Ainda assim, ambos veículos-robôs em muito excederam as previsões originais de funcionamento em Marte, de apenas 90 dias.

Deixe seu comentário: