Sexta-feira, 13 de Dezembro de 2019

Porto Alegre
Porto Alegre
23°
Mostly Cloudy

Notícias Usuários de iPhone abandonam celular e optam por rivais

Os dispositivos serão disponibilizados apenas para alguns pesquisadores convidados da empresa. (Foto: Reprodução/Youtube)

A fidelidade de usuários de iPhone caiu 15,2% neste ano, na comparação com março de 2018, segundo um levantamento que mede a lealdade de consumidores às marcas de smartphones. No estudo conduzido pelo BankMyCell, serviço americano de troca de smartphones usados por novos, também é possível ver que a Samsung foi a principal beneficiária dos antigos donos de telefone Apple – 18% dos compradores de Galaxy possuíam antes um modelo com a maçã na superfície traseira.

Ainda de acordo com a pesquisa, a Apple chegou à menor taxa de retenção de consumidores norte-americanos desde 2011.

O serviço de trocas explica que, usando dados de outras fontes, estima que a fidelidade dos usuários da Apple está hoje numa margem que deve chegar aos 73%, enquanto o maior nível de fidelidade em torno dos iPhones foi atingido em 2017, batendo a faixa dos 92% de retenção na troca de usados por novos.

Em todo caso, a comparação com a rival Samsung torna o contraste do cenário ainda mais negativo para os iPhones. Os dados mostram que 26% da base de usuários que detinha um iPhone X antes de trocar por um produto da rival sul-coreana. Por sua vez, apenas 7,7% de usuários de Galaxy S9 continuaram com a Samsung e preferiram um iPhone.

O levantamento foi realizado nos Estados Unidos considerando 38 mil trocas de smartphones.

Vendas

Dados de uma pesquisa recente da Kantar indicam que o iPhone XR foi o modelo mais vendido nos Estados Unidos no segundo trimestre de 2019, com os modelos 8 e XS Max completando o ranking no país.

Especificamente, o iPhone XR foi responsável por 7,8% do total de vendas de smartphones nos EUA; além do mercado americano, o gadget foi um sucesso também na Europa, liderando o ranking de vendas no Reino Unido. Apesar disso, a Apple enfrentou uma queda no total de vendas nos últimos três meses, bem como a Samsung – diferentemente da Motorola, que viu sua expressividade crescer 3,3% nesse período.

No geral, a Kantar constatou que a participação dos dispositivos instalados com o iOS nos cinco principais mercados europeus (EU5) caiu cerca de 0,8%, enquanto nos EUA a queda foi um pouco maior: 2,4%. Por outro lado, os dispositivos Android cresceram 0,6% na Europa, acumulando 80,1% de todas as vendas de smartphones por lá.

Ironicamente, a situação da Apple no maior mercado de smartphones do mundo foi positiva (19,7%) no último trimestre – falo, naturalmente, da China, onde a Maçã está fazendo de tudo para se esquivar da guerra comercial com os EUA. Não obstante, a Apple deve ficar alerta, uma vez que a Huawei está perto de alcançar uma em cada duas vendas na Grande China, elevando sua participação para 46,1%.

No mais, o iPhone XR vem dando bons frutos para a Apple: no ano passado, o aparelho foi o mais vendido entre todos os novos modelos, fama que continuou também durante o primeiro trimestre de 2019 – e, agora, também no segundo trimestre.

Voltar Todas de Notícias

Compartilhe esta notícia:

Cercamento eletrônico de Porto Alegre: número de alertas dobra em um ano
Programa do microempreendedor completa 10 anos com 54% de empresários inadimplentes
Deixe seu comentário
Pode te interessar