Últimas Notícias > | > Roberto Melo diz que Inter nunca duvidou de Guerrero e afirma: “Além de um grande jogador, é um grande atleta”

Você sabe como funciona um parto humanizado?

Parto humanizado aproxima mãe e filho. (Foto: Beto Barata/AE)

O parto humanizado (PH) se popularizou desde que famosas, como a übermodel Gisele Bundchen, aderiram ao método, que proporciona uma atmosfera voltada à gestante e ao bebê. Gisele, por exemplo, deu à luz aos seus dois filhos em casa, na banheira, apenas com uma parteira americana e os aparelhos necessários para o procedimentos em casa. Quando a modelo teve o primeiro filho, em 2009, houve pouca repercussão em respeito da escolha dela. Já em 2012, a notícia despertou interesse das futuras mães.

O objetivo do procedimento é desconstruir a ideia de que o parto é algo dolorido ou quase insuportável para mulher, transformando-o em uma “experiência única, saudável, instintiva, entendido como um ato fisiológico e natural”, como declara o ginecologista e obstetra, Dr. Alberto Guimarães, precursor do Programa “Parto Sem Medo”. Embora não seja muito divulgado pelos hospitais, o parto humanizado é um direito adquirido por lei e apregoado pela Organização Mundial de Saúde e pelo Ministério de Saúde. Dr. Alberto ainda apresenta alguns pontos sobre essa forma de dar à luz:

1) A recuperação do parto humanizado é melhor do que o habitual. Em geral, não é realizada a episiotomia (técnica de corte na região do períneo para facilitar saída do bebê) e, portanto, a parturiente consegue sentar de maneira mais fácil, além de levantar e tomar banho. Além disso, ainda consegue amamentar mais rapidamente;

2) Doulas experientes não atrapalham o momento, pois tornam-se “invisíveis” na sala de parto e garantem que a mulher seja a protagonista absoluta do momento. A doula não tem nenhuma função clínica, está lá para prestar apoio emocional e físico à mulher;

3) Existe cesária humanizada. Desde que seja necessária, a cirurgia também pode ser realizada de forma humanizada. Deixar o marido acompanhar o procedimento e retirar aquele pano que separa a paciente do bebê, por exemplo, são medidas que podem ser tomadas em uma cesárea para deixá-la o mais humana possível;

4) O PH é indicado para todas as gestantes. É indicado para todas as futuras mães, desde que, durante o pré-natal e o acompanhamento da gestação, a mulher não tenha nenhum problema de saúde.