Últimas Notícias > Colunistas > Fatos históricos do dia 19 de outubro

Whindersson Nunes desabafa sobre luta contra depressão: “você fica uma pessoa mais retraída”

(Foto: Reprodução Instagram)

Aproveitando o “Setembro Amarelo”, mês de prevenção ao suicídio, Whindersson Nunes fez uma série de vídeos no Instagram para explicar o que viveu quando estava em depressão. Durante uma reflexão, ele falou sobre como conseguiu melhorar depois de buscar ajuda profissional e como o apoio de amigos, familiares e até dos fãs foi importante para ele.

O comediante começou o vídeo deitado na cama, falando sobre como se divertiu durante uma festa que foi com a esposa, Luísa Sonza, na noite anterior. “Eu não gosto de festa. Mas ontem saí e foi tão legal, foi tão bacana”, começou. “Como pode você chegar em um momento da vida e pensar: ‘rapaz, será que é possível ficar mais triste do que isso?’. E como pode hoje eu estar como estou, a mil? (…) Problemas psicológicos sempre são assuntos difíceis, sabe, porque são coisas tão pessoais e pesadas…”, desabafou ele

“Às vezes, a pessoa vem e fala: ‘Ah, porque o pai dele batia nele e ele tem trauma’. Daí, outra pessoa vem e fala: ‘Mas meu pai me também me batia e não tenho trauma’. Mas é porque você não é filho do pai dele, ué. E, às vezes, essa pessoa tem outro problema que a outra pessoa não tem. São coisas pessoais”, afirmou.

O humorista avalia que, pelo fato de as pessoas não saberem lidar com quem está com depressão, o paciente acaba se isolando: “e você fica uma pessoa mais retraída, sabe? ‘Ah, não vou não, não quero ir não’. Eu não sou festeiro e ontem eu saí. Foi tão legal, tão bacana! Às vezes, os momentos podem ser surpreendentes”.