Últimas Notícias > Colunistas > Fatos históricos do dia 20 de junho

Z Café projeta crescimento da rede através de franquias

Foco da expansão da marca é Porto Alegre e Região Metropolitana. Expectativa é que 30 novas unidades sejam implantadas até 2021. Crédito: divulgação

O Z Café, pioneiro ao trazer o conceito de café bistrô para Porto Alegre em 2000, anuncia a expansão de sua rede através de franquias. O plano de crescimento prevê a abertura 30 unidades Z Café Takeaway em Porto e Região Metropolitana até 2021.

O Takeaway é o modelo de negócio lançado pela marca em 2015 que oferece praticidade, agilidade e conforto, com opções para consumo no local e para levar, além da possibilidade de os clientes efetuarem o pagamento por meio de totens digitais, sem ter que passar pelo caixa.

“Desde o lançamento do Takeaway pensávamos na ideia de expandir por meio do Sistema de Franquias. Agora, com o negócio já maduro e bem formatado, chegou a hora”, conta Sandro Zanette, um dos sócios do Z. Atualmente existem duas unidades Takeaway, localizadas no Tecnopuc e em um prédio comercial na Avenida Soledade. A marca ainda possui outras cinco unidades, entre restaurantes e cafeterias, todas em Porto Alegre.

Sandro destaca que o conceito é de fácil aplicabilidade, adaptável a diferentes locais com grande circulação de pessoas, desde shoppings, universidades, hospitais, postos de gasolina até lojas de rua. “Conforme o modelo da loja, o retorno do investimento pode variar, mas fica entre 24 e 36 meses”, completa. Interessados em investir no negócio podem obter mais informações em zcafe.com.br/franquias Basta preencher um cadastro simples para receber via email material sobre como se tornar um franqueado.

O artesanal como diferencial

Um dos principais diferenciais da marca é a produção artesanal e distribuição própria dos produtos vendidos nas lojas Takeaway. Desde 2015 o Z mantém uma central de produção, que abastece as já existentes e tem capacidade para atender novas franquias. “Com isso alcançamos um mix exclusivo de produtos, padronização e melhoria de processo nas lojas e na questão logística. Junto à indústria, temos também um Centro de Treinamento para qualifi­car mão-de-obra. Mais um fator que facilita a abertura de novas operações”, explica Sandro.

O mix de produtos é constituído por sanduíches, doces, salgados, produtos integrais, frutas, saladas, sucos, smoothies, chás, refrigerantes e, claro, cafés. “Estamos sempre testando novos produtos próprios e a ideia é manter esse diferencial para a rede”, ressalta o gestor.

Deixe seu comentário: