Últimas Notícias > CAD1 > Unidades de pronto-atendimento terão serviços ampliados na Zona Leste de Porto Alegre

Apresentadora é interrompida pelo filho de 4 anos em telejornal ao vivo nos Estados Unidos

Courtney Kube, correspondente da NBC no Pentágono, falava da ofensiva turca na Síria quando o menino entrou no estúdio. (Foto: Reprodução de TV)

A apresentadora de TV norte-americana Courtney Kube foi interrompida pelo filho de 4 anos enquanto noticiava ao vivo um ataque militar na Síria. O vídeo do ocorrido viralizou nas redes sociais.

A gravação feita durante um noticiário do canal NBC News mostra Kube narrando o ataque militar turco a uma milícia curda no nordeste da Síria quando ela nota a chegada do pequeno Ryan. A jornalista tenta manter a seriedade, mas depois começa a rir.

Desculpa, as minhas crianças estão aqui, isso é televisão ao vivo”, diz a jornalista em meio a risos. Kube aparece olhando ao redor em busca de ajuda para que alguém recolha o filho dela, mas a imagem é cortada e ela continua narrando o ocorrido militar no Oriente Médio mas com sua imagem sobreposta por um mapa da Síria.

Posteriormente, ao final de sua participação no jornal, Kube fez piada com o ocorrido: “Notícias quentes na Síria não bateram com o horário de saída da escola”. A jornalista é mãe de Ryan e do gêmeo do garotinho que aparece na TV.

Com vasta experiência na cobertura de segurança nacional, política internacional e Pentágono, Courtney é uma das repórteres e apresentadoras mais gabaritadas da NBC News.

O pai dos dois filhos dela é o militar Eric Ray Dent, com quem a jornalista está casada desde 2013. Na conta de Courtney no Twitter constam algumas fotos dos dois filhos dela em seu escritório e passeando pelos estúdios do canal de TV no qual a jornalista trabalha.

Entrevista interrompida

Essa não é a primeira vez que uma criança interrompe uma transmissão televisiva. Em 2017, o professor Robert Kelly falava ao vivo para a BBC sobre o processo de impeachment da presidente da Coreia do Sul, Park Geun-Hye, em uma entrevista através do Skype, quando sua filha Marion, de quatro anos, entrou na sala e foi em direção à câmera.

Em seguida, um bebê também em um andador entra na sala, e, por fim, a mãe das crianças veio ao resgate, as tirando rapidamente dali e fechando a porta. Na época, o vídeo viralizou nas redes sociais.

À BBC, Kelly admitiu que chegou a ficar preocupado com uma possível repercussão negativa. “Nós estávamos preocupados que a BBC nunca nos chamasse novamente, essa foi a nossa primeira reação”, assumiu. “Houve uma espécie de mortificação de que tivéssemos estragado completamente nossa relação com vocês”.

Ele aproveitou ainda para esclarecer os boatos e brincadeiras de que não teria se levantado por que estaria vestindo pijamas ou estaria sem calças. “Não, não, eu estava usando calças normais”, garantiu. Já sua mulher relevou a polêmica de ter sido confundida com uma babá. “Não acho que as pessoas devam ficar discutindo por causa disso”, disse.

Em uma entrevista em vídeo ao “The Wall Street Journal”, Kelly comentou a situação dizendo que sentiu “surpresa, vergonha, depois divertimento, amor e carinho”. Ele e a esposa disseram também que se divertiram como todo mundo ao assistirem às trapalhadas exibidas ao vivo pela BBC.