Sábado, 14 de Dezembro de 2019

Porto Alegre
Porto Alegre
18°
Fair

Notícias Bolsonaro, em Porto Alegre, confirma ser contra o aborto e a favor da redução da maioridade penal

Bolsonaro participou ao vivo do programa Pampa Debates, na TV Pampa, sob o comando de Paulo Sérgio Pinto. (Foto: Lucas Uebel/ O Sul)

O deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ) foi o entrevistado do programa Pampa Debates da Rede Pampa, às 18h dessa quinta-feira, sob o comando de Paulo Sérgio Pinto e ao lado do ex-deputado federal Adroaldo Streck. Polêmico, amado por uns, odiado por outros, ele defendeu seus pontos de vista durante uma hora de duração do programa, que contou com a interação de ouvintes que, via e-mail, enviaram centenas de perguntas ao deputado. Ele confessou ser presidenciável, “para dar uma endireitada no Brasil”, e disse que quer um partido que “não negocie sua legenda”. Ainda declarou que gostaria de ver o ex-presidente Lula na prisão, conceituando a situação atual como “a perpetuação do poder no País por parte do PT”, e foi categórico ainda ao afirmar que “meu partido se chama Brasil”.

Jair Bolsonaro se diz contra o aborto e a favor de um planejamento familiar. Também recordou o tempo do regime militar: “Tínhamos liberdade, educação, segurança e direito de ir e vir. Hoje não temos isso”. Falou ainda sobre o porte de armas, se dizendo a favor, bem como da pena de morte e da redução da idade penal. Para ele, a solução para o País sair da crise passa pela moralidade. “O Brasil precisa de alguém que nos leve à direita. Meu coração é verde e amarelo.” No final do programa, mencionou as inúmeras acusações que lhe são impostas e disse que “com calúnia, não vão me derrubar”. (Clarice Ledur)

Confira a gravação do programa nestes links :

 

Voltar Todas de Notícias

Compartilhe esta notícia:

Procurador-geral da República não pediu o afastamento de Cunha da presidência da Câmara dos Deputados
Educação foi a área mais afetada no segundo dia de paralisação dos servidores gaúchos
Deixe seu comentário
Pode te interessar