Últimas Notícias > Capa – Caderno 1 > Enquanto o ditador norte-coreano Kim Jong-un visita a China, a Coreia do Sul cancelou um exercício militar conjunto com os Estados Unidos que estava previsto para agosto

Condenado por agredir a modelo Luiza Brunet, sua ex-namorada, o empresário gaúcho Lírio Parisotto publicou uma homenagem às mulheres

Luiza Brunet com o então companheiro Lírio Parisotto. (Fotos: Reprodução)

Condenado por agredir a modelo Luiza Brunet, sua ex-namorada, o empresário gaúcho Lírio Parisotto aproveitou o Dia Internacional da Mulher para uma homenagem. Em sua conta no Instagram, ele publicou fotos de sua mãe Lídia, sua filha Liz e da ex-mulher Tânia para registrar seu “respeito e admiração” a todas. “Vocês representam o gênero com louvor”, escreveu.

O empresário recorre da condenação no Tribunal de Justiça de São Paulo, que determinou, em junho de 2017, que ele fique sob vigilância por dois anos e preste serviços comunitários durante doze meses. A sentença também previa detenção em regime aberto. O caso começou após a modelo denunciá-lo por uma agressão em uma viagem a Nova York.

Na ocasião, Luiza teve quatro costelas quebradas, além de lesão no olho esquerdo.

“Nestes últimos meses, aprendi mais sobre solidariedade. Recebi, de homens e mulheres, apoio e carinho com uma força enorme. A todos, minha imensa gratidão. Não foi fácil me expor, nem será apagar as marcas que a violência me deixou. Mas o que, ontem, foi vergonha e medo, hoje, é força e uma certeza: seguir no combate à violência contra as mulheres. Dei um importante passo, tive coragem para mudar e sempre fiquei ao lado da verdade”, disse Luiza Brunet ao saber da sentença.

O advogado de Parisotto, Celso Vilardi, diz que, das três acusações feitas por Luiza Brunet, duas já foram afastadas pelo Poder Judiciário, e “a última será objeto de recurso ao tribunal competente que, certamente, fará justiça e absolverá lírio Parisotto”.

Conciliação

Em setembro do ano passado, Luiza Brunet se reencontrou com o ex, Lírio Parisotto, na 4ª Vara da Família e Sucessões. Os dois se cumprimentaram de forma polida – mas a audiência de conciliação entre eles foi um fracasso.

Brunet alegou que foi casada com o empresário. Em uma conversa inicial antes do processo, chegou-se a falar na possibilidade de ela receber R$ 100 milhões. Os advogados de Parisotto, no entanto, não concordaram. E seguem sustentando que não é “possível transformar um namoro em união estável só para alcançar um objetivo financeiro inexistente”.

Com a repercussão do caso, por meio de nota, Parisotto afirmou na ocasião que “lamenta versões distorcidas” que serão esclarecidas “nas esferas legais”. “Neste momento, venho a público lamentar que versões distorcidas sobre um episódio ocorrido na intimidade estejam sendo divulgadas como única expressão da verdade. Embora compreenda a natural repercussão do caso pelas pessoas envolvidas, tenho a convicção de que no momento e nas esferas legais apropriadas todas as circunstâncias serão plenamente esclarecidas”, dizia a nota.

Parisotto já afirmou também em sua conta do Instagram que já havia sido agredido anteriormente por Brunet em um passeio de barco. Segundo ele, a agressão, que aconteceu no ano passado, “resultou em um ferimento que precisou de 10 pontos no hospital”.

Deixe seu comentário: