Últimas Notícias > Colunistas > Fatos históricos do dia 18 de setembro

Debates e entrevistas com presidenciáveis ignoram a política externa

“O ensino médio está no fundo do poço.” – Ministro Roseli Soares (Educação), sobre o aprendizado no ensino médio.

Mais interessados em constranger candidatos a presidente do que conhecer suas propostas, entrevistas e debates têm negligenciado um tema fundamental: a política externa. Afinal, o Brasil é a nona economia do planeta e tem representações em 196 países. Eles não são confrontados com temas como acordos internacionais de comércio, que podem gerar os empregos de que o Brasil necessita, tampouco as relações com vizinhos, marcadas por calotes, invasões e desrespeito.

Acordo com quem?

Certamente há candidatos que não sabem o que dizer sobre o acordo entre o Mercosul e a União Europeia, nem como pode ser positivo para o País.

Meio ambiente

Os candidatos não falam sobre temas sensíveis como o Oriente Médio ou o Acordo de Paris, para reduzir a emissão de gases de efeito estufa.

Ideia de jerico

Não se sabe o que pensam os candidatos sobre a Unasul, proposta bolivariana para criar uma espécie de OEA (Organização dos Estados Americanos) sem os Estados Unidos e o Canadá.

Erro grotesco

Presidentes ignorantes podem repetir o erro de Lula, que submeteu a política externa do País e o Itamaraty ao aspone Marco Aurélio Garcia.

Dirceu culpa Justiça, MP, mídia, Psol. Já o PT…

Condenado e preso por comandar ou se beneficiar da roubalheira do mensalão e do petrolão, o ex-ministro José Dirceu, que foi braço direito de Lula, diz que culpa não é dos ladrões e sim de quem os denunciou, investigou e condenou. No epílogo de seu livro autobiográfico (editora Geração, SP, 495 páginas), a ser lançado nesta sexta-feira, ele responsabiliza tudo o que não é petista pela crise brasileira: Polícia Federal, Ministério Público, Justiça, mídia. E vê o PT como “vítima”.

Palavra de especialista

Em seu livro, Dirceu acusa o atual governo de comprar parlamentares, “seus votos e presença, tudo à luz do dia, com o beneplácito da mídia”.

Overdose de Peroba

Dirceu besuntou o rosto de óleo de peroba e atribuiu o impeachment de Dilma ao “aparelho policial-judicial, instrumento e cúmplice do golpe”.

PSB “sublegenda tucana”

No livro, Dirceu chama o aliado PSB de “sublegenda tucana” e ataca PSOL e PSTU. Mas trata o PT quase como um amontoado de santos.

Que vexame, senhores

É mesmo desmoralizante ocupar a Justiça Eleitoral com o tema “Lula candidato”. A pretensão de um presidiário, sentenciado por corrupção, não deveria tomar o tempo dos ministros do Tribunal Superior Eleitoral.

Maioria quer barrar

Uma enquete do site UOL Notícias colocou em saia justa institutos como Datafolha, que apontam a “liderança” de Lula. Dos 602 mil participantes, 69,2% acham que a Justiça Eleitoral deve barrar a candidatura do presidiário.

Suspenso o registro de contratos

Liminar do juiz Roger Oliveira, da 3ª Vara da Fazenda de Curitiba, suspendeu o sistema atual de registro de contratos de financiamento de veículos, consolidando conceitos adotados em São Paulo, que cobra R$ 116 do consumidor. No Paraná, chegava a R$ 350.

Meu pirão primeiro

Vários ramos do MPF (Ministério Público Federal) se rebelaram contra a procuradora-geral da República, Raquel Dodge. A briga é por dinheiro, turbinada pelo reajuste de 16,3%. Acusam-na de privilegiar o MPF no orçamento.

Crivella: bens desbloqueados

O desembargador federal Ney Bello, do TRF-1 (Tribunal Regional Federal da 1ª Região), desbloqueou os bens do prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella. Ele não viu “indício plausível e comprovado” de seu envolvimento na contratação supostamente irregular de empresa quando era ministro da Pesca no governo Dilma.

Time que está ganhando

Enquanto a Caixa avalia gastar R$ 800 milhões para mudar a sua identidade visual, a mais valiosa marca brasileira, do Bradesco, continua inalterada há anos. Sem desperdiçar dinheiro dos acionistas.

Demóstenes de volta

Tentando retomar a vida pública, o ex-senador Demóstenes Torres estava radiante em Brasília, ontem, após tomar conhecimento das pesquisas em Goiás: deve ser mais votado para deputado federal.

O filho de Jair

Especialistas de segurança de voo estão alarmados com o projeto do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho de Jair, prevendo autorização para que pessoas com porte de arma viajem armadas em aviões.

Pensando bem…

… Alguns candidatos elegem como adversários os repórteres que lhes fazem perguntas, para gerar fatos que façam a festa nas redes sociais.

PODER SEM PUDOR

Ideias boas e novas

Se vivo fosse, o embaixador e ex-ministro Roberto Campos certamente repetiria uma frase famosa, que pronunciou durante um debate com a ex-deputada Maria Conceição Tavares, no Rio de Janeiro, no início dos anos 1980. Após a intervenção da economista do PT, ele foi cirúrgico:

“A senhora tem ideias boas e ideias novas. Pena que as boas não sejam novas e as novas não sejam boas”.

O auditório foi ao delírio e a Maria Conceição só restou chorar copiosamente. De raiva.

Com André Brito e Tiago Vasconcelos

Deixe seu comentário: