Últimas Notícias > CAD1 > Aumenta em 300% os casos de sarampo no mundo

Morre, aos 66 anos, o ex-deputado Cézar Busatto

O político enfrentava um câncer de próstata e estava hospitalizado. (Foto: Reprodução)

Morreu aos 66 anos, na madrugada desta segunda-feira (13), o ex-deputado estadual Cézar Busatto. Natural de Veranópolis, ele enfrentava um câncer de próstata e estava internado no Hospital Moinhos de Vento, em Porto Alegre. O velório começou ao meio-dia na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul. A cremação ocorre às 20h no Crematório Metropolitano.

O político, economista e professor universitário deixou a mulher e dois filhos, sendo um deles o atual secretário da Fazenda de Porto Alegre, Leonardo Busatto. Entre 1987 e 1990, o ex-deputado foi secretário especial de Governo e adjunto da Fazenda no mandado do ex-governador Pedro Simon. Em 1994, foi eleito deputado estadual pelo PMDB. Naquela legislatura, porém, licenciou-se para ser secretário estadual da Fazenda no governo de Antônio Britto.

Em 1998, foi reeleito para uma cadeira na Assembleia Legislativa do RS. Em 2002, já pelo PPS, conquistou o seu terceiro mandato como deputado estadual. Em 2004, atuou na gestão de José Fogaça na prefeitura de Porto Alegre, quando foi secretário de Coordenação Política e Governança Local.

Depois, assumiu a Casa Civil no governo de Yeda Crusius. Em 2010, tornou-se secretário de Coordenação Política e Governança na administração do então prefeito de Porto Alegre José Fortunati.

Notas de pesar

Em nota, o prefeito Nelson Marchezan Júnior manifestou profundo pesar pelo falecimento de Busatto. “Cezar Busatto foi um dos mais importantes políticos das últimas décadas, tendo participado dos principais fatos envolvendo o Estado e a cidade de Porto Alegre”, diz o texto.

“A Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul lamenta profundamente o falecimento do ex-deputado Cezar Busatto. Homem público exemplar, Busatto deixa uma enorme lacuna na vida política do Estado. Sua trajetória reta e ilibada, seu caráter, sua competência e lealdade, contudo, não se apagam, e servem de fonte de inspiração e conduta a todos aqueles que hoje exercem a política no País ou que um dia pretendem praticá-la com seriedade. A presidência da Casa, em nome de todos os parlamentares, estende suas condolências e expressa seu pesar aos familiares, amigos e correligionários”, afirmou o Legislativo gaúcho em nota.

“O Rio Grande perde um homem público que foi secretário de Estado, secretário municipal, deputado e Chefe da Casa Civil. Cézar Busatto dedicou parte de sua vida pela causa pública. Nossos sentimentos à família”, declarou o governador José Ivo Sartori.

Deixe seu comentário: