Últimas Notícias > Colunistas > Senado quer vetar indicação de políticos

Nasce uma Estrela: Saiba por que a versão de Clint Eastwood com Beyonce não aconteceu

Tem muita história para contar antes de Lady Gaga e Bradley Cooper cantarem "Shallow" por aí. (Foto: Reprodução)

É oficial: Nasce uma Estrela é um sucesso! A crítica elogiou. As músicas estão no topo das paradas. Bradley Cooper provou que sabe dirigir. Lady Gaga provou que sabe atuar. Mas o curioso é imaginar que o projeto original era completamente diferente do resultado disponível nas telonas.

A quarta versão de A Star is Born (no original) estava nos planos de Hollywood desde 2012. Na época, Clint Eastwood ocupava a cadeira de direção, enquanto a protagonista seria outra grande estrela da música: Beyoncé. Os problemas começaram assim que a produção começou a atrasar suas filmagens, quando a moça ficou grávida de Blue Ivy.

“Teve um momento que nós tínhamos a melhor versão do filme. De repente, Beyoncé ficou grávida. Ninguém sabia se íamos esperar. Ela foi incrível com todo o processo. Ela sempre entendeu se a gente precisasse seguir outra direção. Depois, Clint também saiu e foi fazer outro filme!”, revela o produtor Bill Gerber, para o THR.

Quando parecia que o remake ia desandar, Cooper voltou a se interessar pelo projeto (após recusar o papel por acreditar que era muito jovem). Principalmente quando a cadeira de direção ficou vaga: “Ele aproveitou a oportunidade. E ficou feliz de escalar a si mesmo, pois já estava um pouco mais velho e poderia interpretar o personagem de forma melhor. Oficialmente era sua estreia como diretor, mas passou muito tempo editando e produzindo seus projetos anteriores. Ele sabia como queria filmar, sabia que queria Lady Gaga, sabia como seria o som, sabia até como sua própria voz deveria ser. Foi incrível assistir esse processo.”

Já almejando disputar a próxima temporada de premiações, Nasce uma Estrela segue em cartaz nos cinemas brasileiros.

 

Deixe seu comentário: