Sexta-feira, 06 de Dezembro de 2019

Porto Alegre
Porto Alegre
17°
Fair

Mundo Para poupar energia, funcionários públicos trabalharão apenas dois dias por semana na Venezuela

O governo de Maduro afirma que a seca causada pelo fenômeno climático El Niño é a pior dos últimos 40 anos (Foto: Carlos Garcia Rawlins/Reuters)

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, ordenou estender de um para três dias por semana a folga do setor público para enfrentar a severa crise elétrica que afeta o país, anunciou o governo nesta quarta-feira (26).

“Quarta, quinta e sexta-feira não se trabalhará no setor público à exceção daquelas tarefas que são fundamentais, que são necessárias”, declarou o vice-presidente Aristóbulo Isturiz em uma transmissão televisiva da Central Hidroelétrica de Guri, em Bolívar.

“Peço a máxima compreensão, apoio, solidariedade, ação e consciência”, disse Maduro sobre as novas medidas, durante seu programa semanal de TV. Maduro avaliou que ao menos por duas semanas os funcionários públicos não trabalharão na quarta, quinta e sexta-feira.

Os cerca de 2 milhões de funcionários públicos afetados pela medida já não trabalhavam nas sextas-feiras e cumpriam uma jornada diária reduzida de seis horas para poupar energia. Até o momento, a medida envolvendo o funcionalismo não afetava o setor da educação, mas nesta terça-feira Maduro determinou que as escolas dos ensinos fundamental e médio não funcionem nas sextas-feiras.

O governo afirma que a seca causada pelo fenômeno climático El Niño é a pior dos últimos 40 anos, o que diminuiu o nível dos reservatórios da Central Hidroelétrica de Guri, que gera 70% da eletricidade do país.

Como parte do plano para poupar energia, o governo iniciou na segunda-feira um programa de racionamento elétrico com cortes programados de quatro horas diárias na metade dos Estados do país, durante os próximos 40 dias.

 

Todas de Mundo

Compartilhe esta notícia:

Homem corta tronco de uma árvore e sem querer parte uma cobra ao meio
Homem invade uma festa e mata namorado da ex-namorada
Deixe seu comentário
Pode te interessar