Quarta-feira, 22 de Janeiro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
27°
Mostly Cloudy

Economia Prévia da inflação oficial fica em 10,71% em 2015

Índice deste ano superou a meta fixada pelos BC, de 6,5%. Foto: Marcello Casal/ABr

A prévia da inflação oficial acelerou de 0,79%, em novembro, para 1,18%, em dezembro, segundo dados divulgados nessa quinta-feira pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Neste ano, o indicador acumula alta de 10,71%, a maior desde 2002, quando atingiu o percentual de 11,99%.

O resultado indicou que a inflação ultrapassou, em 2015, o teto da meta fixada pelo BC (Banco Central), de 6,5% ao ano. O IPCA-15 (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo – 15) superou também a previsão dos analistas do mercado financeiro. Eles estimaram que o IPCA chegaria ao fim de 2015 em alta de 10,61%, segundo o recente boletim Focus, do BC.

Apenas considerando dezembro, a variação do IPCA foi a mais forte desde 2002, quando chegou a 3,05%. Neste mês, o que mais pesou na inflação foram os aumentos na alimentação e nas bebidas, com 2,02%, e nos transportes, com 1,76%. Ficaram mais caros a cebola (26,28%), batata-inglesa (18,13%), tomate (17,60%), açúcar refinado (13,74%), açúcar cristal (13,64%), feijão-carioca, com 5,60%; hortaliças (5,05%), frutas (4,90%) e óleo de soja (4,78%).

No ano, alimentação e bebidas apresentaram alta de 12,16%. No grupo transportes, avançaram os preços dos combustíveis. O litro da gasolina ficou 2,69% mais caro e o etanol, 7,14%. Com a proximidade do fim de 2015, também subiram os valores referentes às passagens aéreas (36,54%). Em 2015, a variação do índice que mede os transportes ficou no percentual de 10,27%. (AG)

Voltar Todas de Economia

Compartilhe esta notícia:

Cidade brasileira com nome de Presidente Kennedy tem maior PIB per capita do Brasil
Três mil agentes de segurança serão deslocados para o Litoral
Deixe seu comentário
Pode te interessar