Últimas Notícias > Colunistas > Eunício & Lula

Sem viajar por medo de ser preso, presidente da CBF pode perder vaga em comitê da Fifa

Por meio de sua assessoria, Del Nero informou que não comentaria o assunto (Foto: Divulgação)

A insatisfação da cúpula da Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol) com a ausência do presidente da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), Marco Polo Del Nero, em eventos internacionais pode até render a exclusão do brasileiro do Comitê Executivo da Fifa.

Caso Del Nero continue não viajando a eventos da Fifa, membros da Conmebol poderão recorrer ao artigo 45, quarto parágrafo, do estatuto da organização. O texto prevê a convocação de reunião extraordinária para definir a substituição de um de seus membros no comitê da entidade máxima do futebol. É preciso que oito das dez federações filiadas votem a favor da alteração.

Essa insatisfação já chegou aos ouvidos de Del Nero. A data-chave para os membros da Conmebol solicitarem a reunião extraordinária será se ele não viajar para a reunião do Comitê Executivo no fim de setembro, em Zurique (Suíça). Por meio de sua assessoria, Del Nero informou que não comentaria o assunto.

O presidente da CBF é membro da cúpula da Fifa desde março de 2012, mas, desde 27 de maio, quando ocorreram as prisões de sete cartolas suspeitos de receberem propinas para fechar acordos com empresas de marketing esportivo, ele tem evitado viajar para fora do Brasil com medo de ser preso.

Em 28 de maio, um dia depois de seu antecessor na CBF José Maria Marin ter sido preso em Zurique, Del Nero voltou ao Brasil e não participou da eleição de Joseph Blatter para outro mandato na Fifa. Depois, Del Nero não compareceu à Copa América no Chile, ao Mundial de Futebol de Areia de Portugal e, na segunda-feira (20), à reunião extraordinária do Comitê Executivo que definiu a data da nova eleição para a presidência da Fifa, que ocorrerá em fevereiro. (Folhapress)  

Deixe seu comentário: