Quinta-feira, 21 de Novembro de 2019

Porto Alegre
Porto Alegre
24°
Fair

Brasil Sete em cada dez consumidores brasileiros fazem compras pela internet regularmente

Em meio à correria do dia a dia, muita gente tem buscado ofertas nas prateleiras virtuais. (Foto: Pixabay)

Encontrar todos os produtos da lista de compras nos corredores dos supermercados pode ser demorado, mas isso não é mais desculpa para deixar a despensa vazia. Sete em cada 10 consumidores brasileiros fazem compras pela internet regularmente, segundo uma pesquisa recente do setor de comércio eletrônico, e os supermercados estão de olho nesses clientes.

Se o cliente não pode ir até o supermercado, é só clicar e, em poucas horas, as compras chegam na porta de casa. Hoje a analista de sistema de gestão Talita Vieira Pinto faz a compra do mês pelo computador.

Promoções

“Eu já bati muita perna em mercado, já estou acostumada com os preços e percebi que os preços na internet são de acordo com o do mercado. Também tem as promoções que dá para a gente aproveitar. Então, eu acho que vale à pena”, conta.

Em meio à correria do dia a dia, muita gente tem abandonado o passeio com o carrinho pelo supermercado para ver as ofertas nas prateleiras virtuais. A Abras (Associação Brasileira de Supermercados) diz que vem crescendo o número de consumidores comprando pela internet.

Essa modalidade de compra foi responsável por quase 5,5% do faturamento no ano passado. Uma facilidade para os clientes, que representou R$ 19 bilhões de lucro para os comerciantes.

Oportunidade de trabalho

A praticidade para o consumidor também gerou oportunidade de trabalho. Segundo o cadastro geral de empregados e desempregados, os supermercados do País fecharam o último ano com saldo positivo de mais de 25 mil contratações e muitas destas vagas foram para atender ao e-commerce.

Para o próximo ano, a expectativa é de 110, 130% de crescimento

Uma rede de supermercados do interior de São Paulo contratou 130 funcionários para fazer a compra que o cliente pede pelo site, e a previsão é de que a equipe aumente ainda mais. “Comparando com 2017, em 2018 nós crescemos em torno de 100%. Para o próximo ano, a expectativa é de 110, 130% de crescimento”, explica o responsável pelo e-commerce da rede, Hélio Pereira. O último levantamento da Abras apontou que hoje 9, 4% das vendas dos supermercados brasileiros são feitas pela internet ou telefone. A prova de que a procura pelo serviço tem aumentado é que até mercados de bairro já vendem pela internet.

“Os clientes começaram a ligar para nós e a gente viu que tinha um nicho de mercado disponível para a gente explorar. Começamos com algumas entregas durante o mês, hoje já estamos com 40 entregas no mês”, completa o dono de um supermercado, Márcio Lara.

tags: internet

Compartilhe esta notícia:

Deixe seu comentário
Pode te interessar