Quinta-feira, 21 de Novembro de 2019

Porto Alegre
Porto Alegre
30°
Fair

Colunistas Violência faz supermercados retirarem câmeras dos estacionamentos

Foto Google Maps
Medida contraditório se destinaria a evitar a formação de provas contra o estabelecimento em processos por dano material. Foto: Google Maps

Sinal destes tempos bicudos. Algumas grandes redes de supermercados de Porto Alegre começaram a retirar as câmeras de segurança dos estacionamentos. A intenção seria não viabilizar prova contra o próprio estabelecimento em eventual ação judicial movida por cliente que tenha o veículo arrombado e/ou roubado.

A insegurança se espalha – e cada um se defende como pode. Mas advogados asseguram que a ausência das câmeras não compromete as perspectivas de processos por danos materiais. Justificam que o estabelecimento é responsável pela segurança dos clientes.

A violência nessas áreas privadas se origina das ruas obviamente. O efetivo da Brigada Militar para a capital apresenta um déficit de dois mil brigadianos, o que não é pouco. As perspectivas de recomposição a curto prazo são praticamente nulas.

Contratações não tem prazo. Todas as nomeações, com e sem concurso, estão suspensas por seis meses, desde janeiro. E a medida pode ser renovada pelo governo estadual, com possibilidade de ir além do segundo semestre, ingressando em 2016.

Salve-se quem pude!

Compartilhe esta notícia:

Deixe seu comentário
Pode te interessar