Domingo, 05 de Abril de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
25°
Fair

Capa – Destaques Alerta: 85 cidades do RS têm alto risco de transmissão de dengue, zika e chikungunya

(Foto: Divulgação/SES)

Os números de casos de dengue continuam assustando a população do Rio Grande do Sul. Porém outro levantamento pede ainda mais atenção para esta pauta. O Levantamento Rápido de Índices de Infestação pelo Aedes aegypti (LIRAa) divulgou que 85 municípios gaúchos têm a infestação do mosquito Aedes aegypti considerada de alto risco para a transmissão tanto da dengue, quanto do zika vírus e da chikungunya.

Entre maio e junho, mais de 4% dos imóveis dos municípios foram identificados com água e a presença de larvas do mosquito. No ano, o estado já teve mais de mil casos confirmados de dengue. A Secretaria da Saúde alerta que as medidas de prevenção devem permanecer mesmo agora durante o inverno, época do ano em que há uma redução na circulação do mosquito.

Lista dos municípios com o Índice de Infestação Predial (IIP), que indica o percentual de amostras em que foram identificadas larvas do inseto:

  • Nonoai – 16,3;
  • Espumoso – 13,7;
  • Salto do Jacuí – 13,5;
  • Giruá – 12,0;
  • Dezesseis de Novembro – 11,6;
  • Nova Palma – 10,8;
  • Não-Me-Toque – 10,6;
  • Tapejara – 10,6;
  • Victor Graeff – 10,5;
  • Vila Maria – 10,5;
  • Boa Vista do Cadeado – 9,5;
  • Salvador das Missões – 9,5;
  • Jaguari – 9,4;
  • Santiago – 9,4;
  • Frederico Westphalen – 9,3;
  • São José das Missões – 9,1;
  • Tenente Portela – 9,0;
  • Jacuizinho – 8,8;
  • Santo Cristo – 8,7;
  • Ajuricaba – 8,3;
  • Uruguaiana – 8,3;
  • Santo Antônio das Missões – 8,2;
  • Canoas – 8,1;
  • Tapera – 8,1;
  • São Pedro do Sul – 7,8;
  • Inhacorá – 7,7;
  • Sananduva – 7,7;
  • Santa Maria – 7,7;
  • Panambi – 7,5;
  • São Sebastião do Caí – 7,4;
  • Pejuçara – 7,3;
  • Alvorada – 7,2;
  • Nova Ramada – 7,2;
  • Novo Hamburgo – 7,2;
  • Porto Vera Cruz – 7,2;
  • Tucunduva – 7,2;
  • Mato Queimado – 7,0;
  • Getúlio Vargas – 6,9;
  • São Nicolau – 6,9;
  • Santo Antônio do Planalto – 6,7;
  • Itaqui – 6,6;
  • Tio Hugo – 6,6;
  • São Pedro do Butiá – 6,3;
  • Vista Gaúcha – 6,3;
  • São Luiz Gonzaga – 6,2;
  • Ibiaçá – 6,1;
  • São Miguel das Missões – 6,1;
  • Ibirubá – 6,0;
  • Jacutinga – 6,0;
  • Porto Xavier – 6,0;
  • Passo Fundo – 5,9;
  • Tuparendi – 5,9;
  • Veranópolis – 5,8;
  • Esteio – 5,7;
  • Novo Machado – 5,7;
  • Horizontina – 5,6;
  • Estação – 5,5;
  • Pirapó – 5,5;
  • Quaraí – 5,4;
  • Cruz Alta – 5,3;
  • Santo Augusto – 5,3;
  • Três Passos – 5,0;
  • Planalto – 4,9;
  • Bossoroca – 4,8;
  • Roque Gonzales – 4,8;
  • São João da Urtiga – 4,8;
  • Campo Novo – 4,7;
  • Campos Borges – 4,6;
  • Sapucaia do Sul – 4,6;
  • São Paulo das Missões – 4,5;
  • São Sepé – 4,5;
  • Novo Tiradentes – 4,4;
  • São Borja – 4,4;
  • Trindade do Sul – 4,4;
  • Vila Lângaro – 4,4;
  • Cerro Largo – 4,3;
  • Guarani das Missões – 4,3;
  • Santa Cruz do Sul – 4,3;
  • Vicente Dutra – 4,3;
  • Ciríaco – 4,2;
  • Porto Lucena – 4,2;
  • Jóia – 4,1;
  • Alto Alegre – 4,0;
  • Feliz – 4,0;
  • Nova Esperança do Sul – 4,0.

Alguns dos cuidados para evitar o acúmulo de água onde o mosquito pode se reproduzir são:

  • Tampar caixas d’água, toneis e latões;
  • Manter limpos os bebedouros de animais;
  • Guardar garrafas vazias com o gargalo para baixo;
  • Guardar pneus sob abrigos;
  • Manter desentupidos ralos, canos, calhas, toldos e marquises;
  • Não acumular água nos vasos de plantas;
  • Manter a piscina tratada durante todo o ano;
  • Coloque embalagens de vidro, lata e plástico em lixeiras fechadas.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Capa – Destaques

“Atendi o interesse do povo”, afirma Bolsonaro sobre saques do FGTS
Orla Sempre Limpa: projeto de educação ambiental acontece neste final de semana na capital
Deixe seu comentário
Pode te interessar