Últimas Notícias > Colunistas > Mala$ do João

Bolsonaro manifesta preocupação com a escalada da violência no Chile

Tensão começa a diminuir nas ruas, mas país enfrenta novo dia de manifestações. (Foto: Reprodução)

O presidente Jair Bolsonaro manifestou preocupação, nesta segunda-feira (21), com a escalada da violência e da crise política no Chile. Ele lembrou que o presidente do país, Sebastian Piñera, o ajudou durante a reunião do G7, em agosto, quando mediou uma crise diplomática entre Brasil e França após a série de queimadas na Amazônia.

“Tudo o que acontece na América do Sul a gente se preocupa. Piñera me ajudou no G7, esse último”, afirmou Bolsonaro no Japão. Em caminhada pela região central de Tóquio, primeiro destino de uma viagem de mais de dez dias pelo continente asiático, o presidente brasileiro não quis responder, no entanto, se entrará em contato com Piñera e se é contra ou a favor do movimento popular no país vizinho.

A onda de manifestações e confrontos no Chile, que começou na capital Santiago, se espalhou por diversas partes do país, mesmo após Piñera ter cancelado o aumento nas tarifas do metrô, estopim para a crise atual.

A decisão não foi suficiente para acalmar os manifestantes, que tomaram as ruas da capital e de outras cidades importantes, incluindo Valparaíso e Concepción. Foi decretado toque de recolher e o Exército está nas ruas do país.