Home > Notícias > Brasil > Em troca da volta da contribuição assistencial, centrais sindicais oferecem ao governo oposição menor às reformas da Previdência e trabalhista

Lula, o frei e as urnas

O ex-presidente Lula. (Foto: Reprodução)

O caso do frei Gilberto, de Belisário, distrito de Muriaé (MG), ameaçado por donos de propriedades por pregar direitos dos lavradores mexeu com o projeto eleitoral de Lula da Silva. O ex-presidente telefonou para o governador Fernando Pimentel e pediu providências de proteção ao religioso. Pimentel incumbiu Nilmário Miranda – seu secretário de Direitos Humanos no Estado, e ex-ministro de Lula no mesmo tema – de ir à cidade dar apoio ao frei. Em suma, Lula sendo Lula, solidário. Mas há por trás dessa bondade o projeto eleitoral.

Equação

Lula e Pimentel sabem que o petista lidera as intenções de votos se a eleição presidencial fosse hoje, e Minas tem o terceiro maior colégio eleitoral do País.

Preço do minério

O frei Gilberto foi ameaçado por desconhecidos no pequeno distrito. Seriam, investiga a polícia, a mando de donos de sítios que negociam propriedades com mineradora.

PT & freis

Lula e Nilmário têm sina com religiosos. Em 2005 – por outro motivo – tiveram de driblar a greve de fome de Dom Luiz Cappio contra a transposição do rio São Francisco.

Foi para o espaço!

O governo dá exemplo de como jogar literalmente dinheiro (fora!) para o espaço. Em 2015, na gestão Dilma Rousseff, cancelou o projeto de lançamento do foguete na Base de Alcântara (MA) em parceria com a Ucrânia, após milhões investidos. Agora, a AGU corre para contestar decisão há dias do TRF de Brasília que condenou a União a pagar R$ 60 milhões a Camargo Corrêa e Odebrecht por parte das obras da base.

Foguete do preju

A AGU, em sua defesa, avisa que a empresa Cyclone – parceria do Brasil com Ucrânia – é independente e cabe a ela aferir os custos, e não a União, de forma solidária, como exigem as empreiteiras. E o governo da Ucrânia já deu sinais ao Itamaraty que o pouco dinheiro que tinha já foi, em outras palavras, para o espaço e não volta.

É tanta conta…

O governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, ainda não sabe como vai utilizar os R$ 250 milhões do iminente reembolso da Lava-Jato do esquema do antecessor.

Patotinha

Dos 81 senadores, 63 se dizem indecisos sobre a PEC do fim do foro privilegiado, na fila para o plenário; 17 são favoráveis. E apenas 10 haviam assinado urgência até ontem.

Afastamento

A central sindical Pública, que representa servidores dos três Poderes, apresentou às mesas-diretoras da Câmara e Senado pedido de afastamento do secretário de Previdência, Marcelo Caetano. A entidade aponta que há um conflito de interesses já que Caetano também ocupa cargo no Conselho de Administração da BrasilPrev.

Força Suprema

A presidente do STF, Cármen Lúcia, colocou à disposição do ministro Edson Fachin, relator, grupo de servidores para agilizar a análise dos pedidos de investigação de políticos citados nas delações da Odebrecht cuja lista deve ser entregue hoje.

Comboio

A expectativa é de que o relator da Lava-Jato na Suprema Corte acate as recomendações de Janot em no máximo dez dias.

Senador Procon

Nome do PSDB para a presidência da Comissão de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor, Fiscalização e Controle, o senador Ataídes Oliveira (TO) já escolheu o primeiro alvo: a cobrança de bagagens pelas companhias aéreas, medida que entraria em vigor hoje, a despeito da suspensão por liminar na Justiça.

Os malas!

Ataídes, como a maioria dos brasileiros, considera a cobrança abusiva e vai requerer audiência pública na CMA com representantes da Agência Nacional de Aviação Civil, que autorizou as aéreas, e da Associação Brasileira das Empresas Aéreas. Também chamará a Associação Nacional em Defesa do Passageiros do Transporte Aéreo.

Reputação conta!

A empresa espanhola Merco – Monitor Empresarial de Reputação Corporativa – acaba de divulgar o ranking das 100 empresas com melhor reputação no Brasil. A Souza Cruz é a única empresa de tabaco presente na lista e 8 de melhor reputação no segmento de Alimentos, Bebidas e Fumo.

Comentários

Notícias Relacionadas: