Últimas Notícias > Notícias > Brasil > O presidente do PROS se apresentou à polícia, mas a lei eleitoral impediu sua prisão. Ele era considerado foragido pela Polícia Federal

O Google lançou uma ferramenta que compara selfies a obras de arte

Usuário pode tirar uma foto sua e verificar se ele se parece com alguma pessoa retratada nas pinturas. (Foto: Reprodução)

O Google lançou o recurso Art Selfie, disponível no aplicativo Google Arts & Culture, voltado às artes. A ferramenta compara as selfies dos usuários com mais de 1.600 retratos pintados ao longo dos séculos. As obras vêm de acervos de todas as partes do mundo, sendo 500 delas disponibilizadas por museus do Brasil, como a Pinacoteca de São Paulo. A plataforma promete aumentar o acervo até o final de 2018.

Em tempos de discussão sobre o destino dos dados disponibilizados na internet, o Art Selfie promete aos usuários não usar as fotos para nenhum outro fim que não o proposto pelo aplicativo. A imagem, inclusive, é apagada logo após o uso, não ficando armazenada em nenhum lugar. Caso o usuário queira usar novamente a ferramenta, ele precisará tirar outra selfie.

Vida e obra de Frida Kahlo

O Google lançou em maio uma retrospectiva on-line da vida e da obra da pintora mexicana Frida Kahlo. O acervo com mais de oitocentas peças – entre obras, imagens, cartas e retratos da artistas – está disponível na plataforma Google Arts & Culture.

Para criar a exposição virtual, a empresa fez parcerias com mais de trinta instituições de sete países diferentes. Quadros clássicos da artista podem ser acessados, como The Broken Column (1944) e o autorretrato sem título de Frida com colar de espinhos e beija-flor (1940). Deste acervo, 20 obras podem ser vistas em super alta definição, o que permite enxergar detalhes que passariam despercebidos a olho nu, como na obra Autorretrato Dedicado a Leon Trotsky,

Ainda estão disponíveis coleções particulares de Frida que nunca estiveram disponíveis na internet, como View of New York, em que a artista desenhou o que via pela janela do Barbizon Plaza Hotel, em 1932. Os visitantes ainda poderão fazer três passeios com realidade virtual, em que é possível conhecer lugares e pessoas e marcaram a vida da artista.

Masp

O acervo do Masp também está exposto no Google Arts & Culture, mecanismo que disponibiliza mundialmente as obras de grandes museus ao redor do globo.

São mais de mil itens catalogados de acordo com cores, data ou popularidade. Os apreciadores poderão conferir seis exposições e 12 obras em realidade virtual (que podem ser vistas pelo aplicativo no celular). A coleção online está disponível no site do Google Arts & Culture e também para dispositivos móveis: tablets, Android e iOS.

Segundo a companhia, algumas obras foram capturadas com mais de um bilhão de pixels, tornando visíveis detalhes que dificilmente seriam vistos a olho nu.

Deixe seu comentário: