Últimas Notícias > Notícias > Brasil > O futuro governo de Bolsonaro já tem dez ministros anunciados

O Grêmio começa a decidir nesta quarta mais um título internacional. Desta vez, a equipe de Renato Portaluppi quer o bicampeonato da Recopa Sulamericana contra o Independiente da Argentina

Delegação tricolor está em Buenos Aires desde segunda-feira. (Foto: Lucas Uebel/Grêmio)

De olho no primeiro duelo contra o Independiente pela decisão da Recopa Sulamericana, às 22h desta quarta-feira, o Grêmio encerrou os preparativos em solo argentino. Na tarde passada, o grupo principal do Tricolor gaúcho treinou no complexo esportivo do Boca Juniors, em Buenos Aires, sob o comando do técnico Renato Portaluppi.

Na sequência, a delegação (que havia desembarcado na capital portenha no dia anterior, após uma hora e meia de voo desde Porto Alegre) seguiu de ônibus até o estádio Libertadores de América, em Avellaneda, palco do confronto, a fim fazer o conhecimento do gramado.

Foram relacionados para a viagem 22 atletas para a viagem à Argentina. São eles os goleiros Marcelo Grohe e Paulo Victor, os laterais Bruno Cortez, Léo Moura, Leonardo Gomes e Marcelo Oliveira, os zagueiros Bressan, Pedro Geromel, Walter Kannemann e Paulo Miranda, os volantes Jaílson, Kaio, Maicon e Michel, os meias Cícero, Lima, Maicosuel e Thaciano e os atacantes Alisson, Everton, Jael e Luan.

Além deles, Arthur, Bruno Grassi e Ramiro compõem a lista de 25 inscritos na competição. No caso de Ramiro, ele cumpre suspensão automática por dois jogos, devido à sua expulso na final da Copa Libertadores da América, vencida pelo Grêmio diante do Lanús, também da Argentina. A sua inclusão no torneio é estratégica: se o volante não fosse inscrito, precisaria cumprir a punição nas duas primeiras rodadas do clube na Libertadores de 2018 (contra o Defensor e o Monagas).

Em entrevista coletiva, o zagueiro Pedro Geromel evitou fazer um prognóstico sobre o resultado do confronto e negou a existência de favoritismo para qualquer um dos lados. Ele frisou, no entanto, o fato de a partida de volta ser disputada em Porto Alegre. “Eu não sei dizer, afinal em uma semana poderemos ser campeões ou não, então tudo pode acontecer”, respondeu aos repórteres. “Se a gente levar a decisão aberta para Porto Alegre, vai ser bom. Vamos jogar a segunda partida em casa, com o nosso torcedor”.

A competição

A decisão da Recopa consiste em apenas um duelo de ida e outro de volta, com a segunda partida a ser disputa na Arena na quarta-feira da semana que vem, às 21h45min. O Grêmio carimbou o seu passaporte para o torneio ao conquistar a Libertadores. Já o Independiente garantiu a sua presença como campeão da Copa Sul-Americana, obtida contra o Flamengo.

O Mosqueteiro disputa o segundo título na competição: na edição de 1996, em jogo único contra o mesmo Independiente (vencedor da Supercopa, que depois seria extinta), o time gaúcho (que havia levantado a taça da Libertadores no ano anterior), sob o comando de Luiz Felipe Scolari, impôs um placar de 4 a 1. Os gols tricolores foram marcados por Jardel, Carlos Miguel, Adílson e Paulo Nunes.

Na ocasião, Felipão optou por uma escalação com Danrlei, Arce, Rivarola, Adílson, Roger (atual técnico do Palmeiras), João Antônio, Goiano, Aílton, Carlos Miguel, Paulo Nunes e Jardel. No banco de reservas, Murilo, Emerson e Sílvio, que entraram no decorrer da partida, disputada em “campo neutro” – o estádio da Universidade de Kobe (Japão).

O último brasileiro que levou o troféu da Recopa foi o Atlético (MG), que em 2014 superou o Lanús. No ano passado, a Chapecoense (SC) disputou contra o Atlético Nacional da Colômbia, mas não obteve sucesso, perdendo por 5 a 3 no escore agregado das duas partidas.

Deixe seu comentário: