Últimas Notícias > Colunistas > Grito sindical

O Inter retoma nesta quinta-feira os preparativos para o jogo contra o Boa Esporte Clube pela Série B

Colorado do técnico Guto Ferreira (foto) volta a campo na noite de terça-feira, fora de casa. (Foto: Ricardo Duarte/Internacional)

Líder isolado da tabela, dono do melhor ataque (44 gols) e da melhor defesa (20 gols) da Série B do Campeonato Brasileiro, o Inter entra na reta final do certame correspondendo às expectativas depositadas sobre a equipe no início da temporada (e que sofreram abalos diante dos tropeços no primeiro turno). Afinal, trata-se da maior folha de pagamento da Segunda Divisão e, apesar de enfrentar o pior de seus 108 anos de história, o clube ostenta em sua sala de troféus um Mundial e duas Copas Libertadores da América.

Restando nove jogos para o fim do “pesadelo” do rebaixamento, o Colorado poderá encaminhar o seu retorno à elite do futebol brasileiro já nas próximas rodadas, de forma antecipada. Direção, comissão técnica e jogadores, no entanto, mantêm o discurso de que é preciso encarar um desafio de cada vez – postura adotada, aliás, desde o começo da competição, em abril.

O mais recente passo do time comandado por Guto Ferreira foi dado na última segunda-feira, no estádio Beira-Rio, com a vitória de 1 a 0 sobre o Brasil de Pelotas do técnico Clemer (campeão do mundo como goleiro do Inter, aliás). Um resultado apertado mas que deixou o Saci com 57 pontos, seis à frente do vice-líder América-MG, o que dá ainda maior segurança, a dez do Oeste-SP, quinto colocado. E com chances de levar a taça para casa – façanha que muitos colorados não fazem questão.

Agora, o foco é o duelo contra o Boa Esporte Clube, na noite da próxima terça-feira, no estádio municipal de Varginha (MG). Para este compromisso, o alvi-rubro já tem dois desfalques confirmados: o volante Edenilson e o atacante Eduardo Sasha, respectivamente suspensos pelo terceiro cartão amarelo e por expulsão. Além deles, o lateral Uendel e o atacante Leandro Damião são dúvida, pois deixaram o gramado mais cedo na segunda-feira, com dores musculares – eles serão reavaliados nos próximos dias.

Com mais de uma semana de tempo para a preparação para o jogo no interior mineiro, o grupo ganhou, porém, dois dias de folga após a vitória sobre o Brasil de Pelotas – medida que veio a calhar, em meio ao tempo chuvoso dessa quarta-feira na Capital gaúcha. A reapresentação está marcada para as 9h30min desta quinta-feira, dando início à primeira de quatro sessões preparatórias.

Reforço na base

Após dois meses de negociação, nesta quarta-feira o Inter acertou com o Rio Claro-SP o empréstimo do meia-atacante Alyson, 17 anos, até o final de 2018. Por enquanto, o plano é integrá-lo ao elenco sub-20, categoria na qual o atleta tem atuado com status de “promessa” desde o ano passado.

O jovem jogador havia deixado o Timão em julho, após o encerramento de seu contrato, assinando então com o Rio Claro até 2020 e chegando a disputar o Paulistão Sub-20. Ele foi destaque na imprensa esportiva do Centro do País ao ser pivô de um episódio polêmico nas categorias de base do Corinthians, em 2016.

O episódio foi motivado por denúncias de que um empresário e um conselheiro corintianos teriam vendido parte dos direitos econômicos do jogador a um empresário norte-americano, supostamente vítima de um golpe no negócio.

Alyson recorreu à Justiça para romper o seu contrato de formação com o Corinthians e chegou a manifestar interesse em parar de jogar. O adolescente também teria sido alvo de ameaças de seu antigo empresário, Júlio Polizeli, que se suicidou no ano passado.

 

Deixe seu comentário: