Últimas Notícias > Notícias > Política > Rede de academias já conta oito clientes presos na Operação Lava-Jato

O Inter venceu o Bahia por 3 a 1 no Brasileirão e manteve os 100% de aproveitamento em jogos em casa

Com a vitória, o Inter alcançou a 4ª colocação na competição, com 16 pontos. (Foto: Ricardo Duarte/Internacional)

O Internacional venceu o Bahia por 3 a 1 no Beira-Rio, na noite desta quarta-feira (12), pela 9ª rodada do Campeonato Brasileiro e manteve os 100% de aproveitamento em jogos em casa. Essa foi a última partida do Colorado antes do recesso para a Copa América. Um dos gols do time gaúcho foi bastante questionado, mas teve validação do VAR (árbitro de vídeo).

Odair Hellmann colocou D’Alessandro novamente no ataque. Este foi o jogo de número 450 do argentino. A equipe colorada não contou com Emerson Santos, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Também sem Rodrigo Moledo, Víctor Cuesta foi a opção do técnico. Edenílson chegou a ser dúvida com dores musculares, mas jogou.

O primeiro tempo começou com um Internacional que atacava bastante e um Bahia que aparecia bem no contra-ataque. Lindoso já tentava abrir o placar aos 3 minutos, mas não teve sucesso. O jogo seguiu equilibrado e tanto Lomba, quanto Douglas Friedrich foram acionados.

Na segunda metade da etapa inicial, o Inter mostrou a que veio. O relógio marcava 17 minutos quando, em cruzamento da direita, a bola chegou na cabeça de Sóbis, que colocou para Lindoso, que marcou. Apesar de o árbitro Paulo Roberto Alves Júnior ter marcado impedimento, o VAR confirmou a validade do lance e a vantagem da equipe da casa.

Roger Machado reclamou demais e levou amarelo. Na sequência, seu assistente Roberto Ribas também recebeu o cartão. Foram dados cinco minutos de acréscimo pela arbitragem e o Inter atacava para fazer o segundo. Aos 46, o goleiro Douglas Friedrich fez duas defesas seguidas, em chutes de Sóbis e Nico López,que salvaram o Bahia de levar mais um. O Colorado chegou a ter uma falta a seu favor e outro ataque perigoso. Mas o goleiro do time visitante defendeu de novo.

Na etapa complementar, o jogo continuava com equilíbrio, apesar da vantagem do Inter no placar. Mas o Colorado não desistia de chegar e, logo no início do segundo tempo, Sóbis perdeu duas oportunidades de ampliar o marcador. Porém, o atacante conseguiu se redimir. Aos 15 minutos, ficou frente a frente com o goleiro e bateu. Douglas chegou a alcançar a bola, mas foi traído por ela, que escapou e entrou.

Roger, então, decidiu mexer: saiu Flávio, entrou Rogério. O Bahia queria descontar. Fernandão tentou fazer o seu, mas a bola quicou e ele bateu muito mal, para fora. Nova modificação na equipe visitante, com a entrada de Shaylon e saída de Douglas Augusto. E foi em um erro de Lomba, que os baianos conseguiram descontar. O goleiro colorado saiu mal, Arthur Caíke conseguiu ganhar a bola e colocar pra Fernandão, que balançou as redes.

Odair fez alterações, substituindo Nico López por Jonatan Alvez e Lindoso por Patrick. O Inter ainda queria jogo e conseguiu aumentar o placar, pelos pés do ídolo D’Alessandro. De perna esquerda, o craque argentino bateu da entrada da área e marcou o terceiro da equipe. Os últimos minutos foram marcados por faltas e cartões amarelo para Ramires e Cuesta.

Com a vitória, o Inter alcançou a 4ª colocação na competição, com 16 pontos.

Ficha técnica

Internacional: Marcelo Lomba; Zeca, Roberto, Victor Cuesta e Uendel; Rodrigo Lindoso (Patrick), Edenílson, Nonato, D’Alessandro (Wellington Silva) e Nico López (Alvez); Rafael Sobis. Técnico: Odair Hellmann.

Bahia: Douglas; Nino Paraíba, Jackson, Lucas Fonseca e Moisés; Flavio (Rogério), Elton e Douglas Augusto (Shaylon); Arthur Caíke, Fernandão e Eric Ramires. Técnico: Roger Machado.

Arbitragem: Paulo Roberto Alves Júnior, auxiliado por Bruno Boschilia e Ivan Carlos Bohn.