Últimas Notícias > Notícias > O Dia Internacional do Jazz será comemorado em Porto Alegre com shows gratuitos na próxima terça-feira

Prefeitos e ex-prefeitos do PT às voltas com o Idort

Valdeci Oliveira contesta decisão que o condena por contrato com Idort. (Foto: Divulgação)

O Idort, Instituto de Organização Racional do Trabalho, cuja contratação considerada irregular pela prefeitura de Santa Maria levou à condenação, pelo Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul, do ex-prefeito e agora deputado estadual estadual gaúcho Valdeci Oliveira (PT) por improbidade administrativa, é um velho parceiro de gestões do Partido dos Trabalhadores. O ex-prefeito se defende e garante a lisura dos contratos. No caso do ex-prefeito, sua pena inclui suspensão por cinco anos do exercício de cargos públicos, o que o impedirá de disputar cargos eletivos, como a prefeitura de Santa Maria no próximo ano. A pena prevê ainda o pagamento do prejuízo causado ao município na contratação do Idort, no valor de R$ 560 mil.

Defesa

O deputado Valdeci Oliveira sustenta que “a contratação do Instituto Idort – para realização da reforma administrativa da prefeitura, durante a gestão – obedeceu estritamente às normas legais, o que foi reconhecido no julgamento em primeiro instância”.

Com Haddad em São Paulo

Em maio de 2014, na gestão do prefeito Fernando Haddad, funcionários do mesmo Idort, Instituto de Organização Racional do Trabalho, que prestava serviço terceirizado aos telecentros da prefeitura de São Paulo, promoveram protestos denunciando demissões, irregularidades e o fim dos contratos. As denúncias indicaram o pagamento de centros fantasmas, que não existiam. A contratação estava irregular, pois o Idort apresentou para uma prorrogação de contrato, documentos e licenças vencidos.

Com Palocci

Em Ribeirão Preto, aconteceu um caso semelhante na Ceterp (Centrais Telefônicas de Ribeirão Preto S.A.) durante a primeira gestão de Antônio Palocci Filho (PT) na prefeitura. Na época, a empresa de telefonia — que era municipal — contratou, sem licitação, o Idort. O objetivo do contrato era fazer uma auditoria nas dívidas de ICMS da empresa. Na época, a Ceterp devia cerca de R$ 8 milhões em impostos. O Idort, após a auditoria, afirmou que não haveria necessidade de fazer o pagamento e recebeu R$ 2 milhões por isso. Mesmo com a auditoria do Idort, a Ceterp teve de pagar os R$ 8 milhões em impostos.

Com Godofredo Pinto, em Niterói

O Ministério Público estadual denunciou à Justiça o ex-prefeito Godofredo Pinto (PT), de Niterói (RJ), por contratar sem licitação o Idort, Instituto de Organização Racional do Trabalho do Rio de Janeiro. A empresa foi contratada em março de 2004, pelo período de 12 meses, para prestar serviços de consultoria e assessoria em informática na Secretaria municipal de Fazenda. O valor do contrato foi de R$ 1 milhão.

Em Diadema

Em Diadema (SP), o Tribunal de Contas do Estado denunciou a contratação irregular pelo prefeito José de Filippi Júnior (PT), do Idort, Instituto de Organização Racional do Trabalho. Foram três contratos durante seus governos (1993-1996, 2001-2004 e 2005-2006), dois deles julgados irregulares pelo TCE, por terem sido feitos sem licitação. Os três contratos do Idort em Diadema são para prestação de serviços de assessoria e consultoria para a área tributária. Juntos, eles somam um gasto de R$ 5,7 milhões.

Recife

O ex-prefeito de Recife, João Paulo (PT) teve aberto processo pela 4ª Vara da Fazenda Pública, pela contratação irregular do Idort, durante sua gestão. O contrato, sem licitação, previa a recuperação de créditos tributários e redução de despesas do município.

Lixão de Viamão: ainda não existe projeto

A movimentação ocorrida nos últimos dias no ambiente politico de Viamão, denunciando que um aterro sanitário gigantesco seria instalado no município, por enquanto não passa de uma intenção. A Fepam, Fundação Estadual de Proteção Ambiental, confirma apenas que a Empresa Brasileira de Meio Ambiente S/A requereu, em 6 de dezembro de 2018, uma Autorização de Manejo de Fauna Silvestre para estudos da futura solicitação de implantação de Aterro Sanitário regional. A autorização foi emitida no dia 24 de janeiro. Falta ainda uma série de etapas. Inclusive, um projeto, o que ocorrerá no protocolo da solicitação de Licença Prévia.

Carteira de credito do Banrisul superou Bradesco e Itaú

O crescimento da carteira de crédito do Banrisul ao longo de 2018, chegou 8,6%, impulsionada pela alta liquidez. Foi aumento percentual superior ao registrado por Bradesco (7,8%) e Itaú (7,9%). Este foi um dos dados divulgados ontem pela direção do banco, que anunciou aumento de 20,3% no lucro líquido recorrente em 2018 – que chegou a R$ 1,09 bilhão, maior valor em 90 anos de história. O presidente do Banrisul, Luiz Gonzaga Veras Mota, avalia que existe “apetite para financiar investimentos no Rio Grande do Sul”. O lucro líquido do Banrisul em 2018 foi de R$ 1,096 bilhão, com crescimento de 20,3% sobre 2017.

 

Deixe seu comentário: