Home > Capa – Caderno 1 > Saiba por que Einstein teve que esperar que um eclipse confirmasse a sua teoria da relatividade

Reforço na engrenagem

O partido fundado por Emmanuel Macron, presidente da França, foi o grande vencedor das eleições legislativas francesas realizadas ontem. (Foto: Reprodução)

Desde o começo da crise política, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, tornou-se o pino de segurança do governo. Agora, passa a ser o empresariado de São Paulo. Convicto de que a mudança na Presidência da República provocará prejuízos incalculáveis, criam esta semana uma blindagem poderosa em torno no Planalto.

PREVISÃO DO TEMPO

O presidente Michel Temer embarca hoje para a Europa, onde ficará até sexta-feira. Durante o roteiro, enfrentará chuva e frio. Está acostumado ao mau tempo.

VAI SE ADAPTANDO

Cada vez mais, Luiz Inácio Lula da Silva assemelha-se a um caleidoscópio, instrumento cujo giro produz uma sequência de imagens que se alternam constantemente, enquanto dura o movimento giratório.

O QUE ESTÁ EM PRIMEIRO LUGAR

As reformas entram no passo da preguiça e da incúria. Antes de qualquer andamento, muitos parlamentares querem salvar seus mandatos. Quanto aos interesses da população, que se danem.

REPRISES

Quem acompanha uma sessão plenária da Assembleia Legislativa quase desiste da próxima. Motivo alegado: a repetição de temas, provocações e embates. Sempre entre os mesmos deputados.

DISTANCIAMENTO PREJUDICOU

Qual o Estado em que a renda e o bem-estar social são de nível e distribuídos de forma adequada? Onde os índices sócio-econômicos têm plena aprovação dos órgãos nacionais de avaliação? É Santa Catarina com o qual o Rio Grande do Sul teve intercâmbio intenso nas décadas de 1980 e 1990. Depois, parece que tudo foi aprendido. Grande equívoco.

ERRO DOS BILHÕES

Os governos aplicam bilhões de reais em desonerações para as indústrias sem terem o acompanhamento sobre a efetividade do mecanismo. Faz parte da grande novela cujo enredo se resume nisto: a sociedade sabe muito pouco sobre como e onde é gasto o dinheiro público.

COM UM POUCO DE IRONIA

Um grupo de analistas por meses buscou dados em fontes oficiais para avaliar as consequências da corrupção no País. Concluíram que o rombo quinzenal é de 1 bilhão de reais, porque os envolvidos só trabalham seis horas por dia.

PRESSA PARA CHEGAR AO PODER

Em um ano, dois meses e 12 dias de existência, o partido A República em Marcha bate recorde mundial entre países democráticos. Fundado a 6 de abril de 2016, seu candidato Emmanuele Macroon conquistou a presidência da França no 2º turno da eleição, a 7 de maio do mês passado, com 66,1 por cento dos votos.

MAIS UMA VEZ

O partido de Macron foi o grande vencedor das eleições legislativas francesas realizadas ontem. Obteve 355 lugares dos 577 que compõem a Assembleia Nacional da França.

O conservador Os Republicanos ficou em segundo com 125 cadeiras. O Partido Socialista limitou-se a 49. A grande derrotada foi a Frente Nacional, de extrema direita, que não passou de oito cadeiras, deixando desolada a líder Marine Le Pen.

ARROJO
O que aconteceu na França demonstra que um partido para vencer não precisa de muitos anos de amadurecimento.
Alguns empresários têm aconselhado João Doria a seguir o mesmo caminho, diante das dificuldades do PSDB.

EM TRÂNSITO
“Quando uma ideologia fica velha, ela vem morar no Brasil.” (Millôr Fernandes).

Comentários