Quinta-feira, 13 de Agosto de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
14°
Fog

Economia 91% dos pequenos negócios enfrentam queda no faturamento no Rio Grande do Sul, aponta pesquisa

Compartilhe esta notícia:

O levantamento foi feito pelo Sebrae

Foto: Divulgação
O levantamento foi feito pelo Sebrae. (Foto: Divulgação)

Os primeiros dias de restrição à circulação de pessoas e isolamento social, em decorrência do coronavírus, já atingem o equilíbrio financeiro das empresas e ameaça a sobrevivência de milhões de pequenos negócios no Rio Grande do Sul.

Segundo pesquisa feita pelo Sebrae, 91% das micro e pequenas empresas gaúchas já sentem uma queda no seu faturamento. O número é maior do que no restante do País, onde 89% das empresas tiveram essa redução.

Já 33% dos empreendedores gaúchos afirmam que precisarão fechar o negócio permanentemente, em um mês, caso as restrições adotadas até agora permaneçam por mais tempo.

A pesquisa foi feita entre os dias 20 e 23 de março, junto a um universo de 9.105 donos de pequenos negócios no Brasil e 511 empresários no Rio Grande do Sul. Os empresários ouvidos pelo Sebrae ressaltam que, mesmo adotando uma estratégia de vendas on-line, a redução no volume de comercialização desta última semana em relação a uma semana normal chega a 69,7%.

Com a expressiva queda nas vendas, 48% dos empreendedores gaúchos já preveem que precisarão solicitar empréstimos para manter o negócio em funcionamento sem gerar demissões. No Brasil, as medidas de restrição ao deslocamento de pessoas já fizeram com que 42% dos empresários tomassem a decisão de fechar temporariamente o negócio e levou 26% a reduzirem a jornada de trabalho da empresa.

Para o presidente do Sebrae, Carlos Melles, a pesquisa confirma a importância e a urgência de medidas de socorro aos pequenos negócios. “As pequenas empresas representam 99% de todos os empreendimentos do País e geram mais da metade dos empregos formais. A situação provocada pela pandemia exige de todos os agentes públicos o compromisso pela busca de soluções concretas e rápidas para os problemas que essas empresas estão enfrentando no dia a dia da crise”, destacou.

Print Friendly, PDF & Email

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Economia

Donald Trump fez o segundo teste para o coronavírus; o resultado deu negativo
Governo federal prevê déficit de R$ 419 bilhões nas contas públicas neste ano
Deixe seu comentário
Pode te interessar