Segunda-feira, 30 de Novembro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
23°
Fair

Bem-Estar A cada quatro pessoas, uma sofrerá um acidente vascular cerebral na vida

Compartilhe esta notícia:

O Hospital Moinhos de Vento promove neste domingo uma série de ações sobre o AVC. (Foto: EBC)

Dados oficiais apontam que, em média, uma a cada quatro pessoas sofrerá um AVC (acidente vascular cerebral) em algum momento da vida. No Brasil, são cerca de 400 mil casos por ano, 15 mil deles no Rio Grande do Sul. Para entender melhor esse tipo de incidente, suas causas e consequências, o HMV (Hospital Moinhos de Vento) promoverá neste domingo uma série de ações integradas no Parque da Redenção, em Porto Alegre.

Das 9h às 15h, serão realizadas atividades físicas, lúdicas e de atendimento, marcando o início da campanha mundial sobre o assunto na capital gaúcha. A iniciativa foi viabilizada por uma parceria entre a prefeitura, a Rede Brasil AVC e o HCPA (Hospital de Clínicas de Porto Alegre).

Para a neurologista Sheila Martins, chefe do Serviço de Neurologia da instituição, é preciso democratizar o acesso à informação e, também, formar indivíduos como agentes de prevenção. “Devemos orientar as pessoas para que elas saibam como agir quando alguém próximo está sofrendo um AVC”, explica.

Ainda segundo a especialista, cerca de 2 milhões de neurônios do paciente morrem a cada minuto sem socorro: “O atendimento precisa ser rápido, assim que surgirem sintomas como alteração para falar ou paralisia parcial ou total. Com agilidade podemos evitar sequelas e a morte.”

A Corrida e a Caminhada contra o AVC serão acompanhadas por ações gratuitas de verificação de pressão, peso e altura, avaliação de riscos e orientações com profissionais da saúde. Também será apresentado o aplicativo Riscômetro de AVC, que auxilia a avaliação do risco de AVC e como preveni-lo. A programação segue com dança, palestras e sessão de autógrafos do livro “Tinha um AVC no meu caminho”, de Rafael Silveira.

Tema de aulas

Porto Alegre será a primeira cidade do Brasil a implantar o programa internacional da Iniciativa Angels, da Boehringer Ingelheim e endossado pela World Stroke Organization, que já existe em alguns países desenvolvidos. Na prática, significa capacitar crianças a saber como agir diante do AVC de um familiar, detectando características físicas e chamando socorro.

O trabalho começará na próxima semana, na escola municipal Vereador Carlos Pessoa de Brum, do bairro Restinga. Inicialmente, serão 125 alunos formados. O projeto piloto prevê cinco encontros por escola.

O treinamento será ministrado pela neurologista Sheila Martins e mais 12 voluntários, entre enfermeiros e acadêmicos de Medicina. As professoras da rede pública também participarão da formação.

Refência nacional

Dos 65 hospitais que possuem centros de AVC no Brasil, 16 estão localizados na Região Metropolitana de Porto Alegre – todos capacitados pelo Hospital Moinhos de Vento, que é referência nacional. Trata-se do maior programa brasileiro de atendimento e tratamento, plenamente de acordo com as normas internacionais e habilitado conforme critérios do Ministério da Saúde.

Atualmente, 100% das equipes do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) estão treinadas para este atendimento, assim como a rede de atenção básica. A capital gaúcha recentemente foi indicada pela World Stroke Organization como referência para países em desenvolvimento pela atuação. Uma equipe da rede britânica de comunicação BBC virá à capital gaúcha na próxima semana para colher imagens e depoimentos, que serão destacadas em um estudo internacional.

(Marcello Campos)

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Bem-Estar

PSL registra pedido de expulsão de Eduardo Bolsonaro
Saiba como apagar 99% do seu rastro na internet
Deixe seu comentário
Pode te interessar