Sábado, 15 de Agosto de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
17°
Mostly Cloudy

Capa – Destaques A Força Nacional de Segurança continuará no Rio Grande do Sul por mais 180 dias

Compartilhe esta notícia:

A decisão será publicada no Diário Oficial da União nos próximos dias. (Foto: Rodrigo Ziebell/SSP)

A FNSP (Força Nacional de Segurança Pública) vai permanecer no Rio Grande do Sul por mais 180 dias. A informação foi confirmada nessa segunda-feira  pelo ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, ao governador José Ivo Sartori, em Brasília. A decisão deve ser publicada no Diário Oficial da União nos próximos dias. Também participou da audiência o procurador-geral do Estado, Euzébio Ruschel.

O secretário da Segurança Pública, Cezar Schirmer, avaliou positivamente a manutenção da FNSP no Estado. Para ele, a corporação representa um diferencial estratégico em Porto Alegre, atuando de acordo com as diretrizes do Plano Nacional de Segurança Pública. “A parceria com o governo federal tem sido muito importante nas ações desenvolvidas na capital. O reforço dos agentes da FNSP permite que o efetivo da Brigada Militar seja direcionado para outros pontos, o que aumenta a nossa capacidade de pronta resposta”, observou.

A Força Nacional chegou ao estado em agosto de 2016, após uma onda de latrocínios instalar uma crise na segurança pública. O pedido de apoio ocorreu após o assassinato de uma mãe que aguardava o filho em frente a uma escola, na Zona Norte de Porto Alegre.

Criação

A Força Nacional de Segurança foi criada em 2004 para atuar em situações de crise e emergência. Todos os estados cedem policiais militares e civis, bombeiros e peritos para compor o efetivo. Em troca, os governadores podem solicitar a presença da força quando acharem necessário.

Drone abatido

Um drone foi abatido nas proximidades da Penitenciária de Alta Segurança de Charqueadas, na Região Metropolitana de Porto Alegre, no final da noite de sábado, de acordo com a Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe). O aparelho foi apreendido por agentes de plantão durante uma ronda.

 O drone carregava dois celulares com bateria, três carregadores portáteis, dois fones de ouvido, dois chips de celular, duas antenas receptoras para celular e uma porção de material em pó semelhante à cocaína. Segundo a Susepe, foi a oitava apreensão de drones na Pasc nos últimos dois anos.
Apreensão de fuzis

No mês passado, quatorze fuzis, além de drogas e carros, foram apreendidos em uma casa na cidade de Estrela, no Vale do Taquari. A Polícia Civil encontrou o material durante o cumprimento de um mandado de busca e apreensão  no bairro Boa União.

Segundo o delegado José Romaci Reis, entre os fuzis, eram nove AK 47 e cinco AR 15. Também foram encontradas 20 pistolas e seis espingardas calibre 12, além de 7 kg de maconha e 8 kg de cocaína. O delegado acredita que o armamento era usado no tráfico de drogas.

Print Friendly, PDF & Email

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Capa – Destaques

O 10º Festival de Inverno começa com cursos e músicas em Porto Alegre
De volta ao Beira-Rio, o Inter venceu o Ceará por 1 a 0 pelo Campeonato Brasileiro
Deixe seu comentário
Pode te interessar