Sexta-feira, 23 de Outubro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
20°
Fair

Notícias A Justiça gaúcha decretou a prisão preventiva do gremista que feriu gravemente um torcedor do Juventude em posto de combustíveis

Compartilhe esta notícia:

Incidente ocorreu na madrugada de 30 de maio no Vale do Caí. (Foto: Reprodução)

A pedido do MP (Ministério Público), o TJ-RS (Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul) decretou a prisão preventiva do gremista Jagner da Silva Lopes (conhecido como “Jajá”). Ele foi denunciado por tentativa de homicídio qualificado do torcedor do Juventude Everton Morais de Souza, 37 anos, na madrugada do dia 30 de maio.

O recurso foi impetrado pelo promotor de Justiça de Portão, Pietro Chidichimo Júnior. O crime, ocorrido em uma loja de conveniência de posto de combustíveis na cidade de Portão (Vale do Caí), foi motivado por uma briga entre torcidas opostas de times de futebol. O Tribunal de Justiça do Estado acolheu o recurso do Ministério Público por unanimidade.

O MP ingressou com recurso contra a decisão de primeiro grau que indeferiu a prisão preventiva formulada pela Polícia Civil gaúcha, que argumentou a ausência de novas informações visto que já haviam se passado mais de 30 dias desde o fato.

No recurso, o promotor de Justiça sustentou a presença dos requisitos legais para justificar a reclusão: indícios suficientes do crime cometido e sua periculosidade, pois o réu já tinha cometido outros crimes. Destacou, ainda, que “o lapso temporal entre a prática do crime e o pedido da preventiva não poderia afastar a prisão do denunciado”.

O fato ocorreu no início da madrugada, em um posto de combustíveis localizado na rodovia estadual RS-240, próximo à cidade de Portão. Everton estava em um ônibus de torcedores do Juventude de Caxias do Sul que retornavam de um jogo na Arena contra o Grêmio pelas oitavas-de-final da Copa do Brasil, na noite anterior. O veículo parou em um estabelecimento e houve conflito com os tricolores.

Ao tentar separar uma briga, Everton acabou atingido por uma pedra arremessada por Jagner e que causou traumatismo crânio-encefálico grave. Ele precisou passar por um procedimento de emergência, com uso de intubação e ventilação mecânica. A autoria do crime foi estabelecida a partir de depoimentos e imagens registradas por câmeras de segurança no local.

Evento

A violência no esporte, por sinal, é tema de um evento em Porto Alegre nesta quarta-feira. É o Fonajut (Fórum Nacional dos Juizados do Torcedor e de Grandes Eventos), que começa às 14h no auditório Osvaldo Stefanello do Palácio da Justiça (Praça Marechal Deodoro nº 55, no Centro Histórico).

As inscrições já estão encerradas. A iniciativa, inédita no Brasil, é promovida pela Corregedoria-Geral da Justiça e pela Coordenadoria dos Juizados do Torcedor e de Grandes Eventos do Rio Grande do Sul. Serão três dias de debates entre magistrados, promotores de justiça, defensores públicos, representantes de órgãos de segurança pública, advogados, jornalistas, psiquiatras, dirigentes de clubes de futebol e integrantes de torcidas organizadas.

(Marcello Campos)

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Notícias

Quinze aplicativos com vírus são descobertos; saiba como excluir do seu celular
A primeira saída espacial 100% feminina será nesta quinta ou sexta-feira
Deixe seu comentário
Pode te interessar