Terça-feira, 07 de Julho de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
13°
Rain

Flávio Pereira A nova mesa da Assembleia

Compartilhe esta notícia:

Ernani Polo, do PP, será o novo presidente em 2020. (Foto AL-RS)

Cumprindo um acordo que perdura há quase três décadas, a Assembleia Legislativa prepara-se para renovar sua mesa diretora, no dia 31 de janeiro. Um acordo entre as chamadas grandes bancadas, e os blocos com menor composição, define uma chapa única. A cada ano, um representante é eleito para presidir a Casa.

Renúncia e posse

Para que seja cumprido, o acordo precisa superar um impasse administrativo e jurídico: os mandatos da mesa diretora têm previsão de dois anos. Assim, o atual presidente, Luis Augusto Lara (PTB), e os demais membros a mesa diretora precisarão apresentar sua renúncia para que se processe uma nova eleição. O próximo presidente pelo acordo será o deputado Ernani Polo, do PP.

Definição de cargos

O governador Eduardo Leite rendeu-se ao calendário, e viu-se diante da impossibilidade de votar ainda este ano qualquer nova proposta do pacote de ajuste fiscal. A expectativa de votação remete para os dias 27 e 30 de janeiro, mediante convocação extraordinária. Há um acordo prévio com os deputados nesse sentido. Dono de uma base de apoio de 40 votos, o governador precisará ainda ajustar algumas situações, em especial no projeto que institui o novo piso do magistério e extingue o antigo Plano de Carreira.

Valdeci Oliveira presidirá a Assembleia

O acordo prevê que os deputados Gabriel Souza (MDB) e Valdeci Oliveira (PT) estarão no comando dos trabalhos legislativos em 2021 e 2022.

Acordo é mais amplo

O acordo envolve praticamente todos os partidos, ao contemplar cada bancada com uma cota de cargos de confiança. Desta forma, a possibilidade do surgimento de uma chapa de oposição fica inviabilizada.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Flávio Pereira

Votação do ajuste fiscal fica para janeiro ou fevereiro
Liberada exploração rural na Mata Atlântica
Deixe seu comentário
Pode te interessar